A Contribuição do Caráter “Transversal” do Software para a Política de Inovação

Emerson Freire, Sandra de Negraes Brisolla

Resumo


Não resta dúvida de que uma das grandes dificuldades do processo inovativo das empresas brasileiras de software está, pelo menos por enquanto, na pouca capacidade de articulação de umas com as outras, bem como com os centros de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, e com os diversos setores para os quais teria a possibilidade de realizar seus projetos informacionais. Trata-se aqui de ilustrar a atuação de um segmento dessa indústria no setor da construção, historicamente avesso à inovação, comprovando que as TIs (Tecnologias da Informação) difundem-se mesmo através de setores tradicionais, servindo não só como suporte administrativo mas, também, como ferramentas estratégias nas empresas. Mais ainda e, principalmente, o estudo pretende exemplificar que características típicas do software são válidas inclusive para setores tradicionais e com processos praticamente “artesanais”, e que influenciam na competitividade do setor tanto nacional como internacionalmente. Entre essas características do setor de software destaca-se seu caráter transversal e sua importância na política de inovação junto aos outros setores da economia.

Palavras-chave


Indústria de Software; Tecnologias da Informação; Política de Inovação; Transversalidade; Indústria da Construção

Texto completo:

PDF


##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Brasil

UNICAMP 

ISSN Eletrônico: 2178-2822
ISSN Impresso: 1677-2504
Revista Brasileira de Inovação - Departamento de Política Científica e Tecnológica/Instituto de Geociências - UNICAMP
Caixa Postal 6152 - CEP 13083-870 - Campinas - SP - Brasil - rbi@ige.unicamp.br - Tel (19) 3521-5167 / Fax (19) 3521-4555