Análise da Indústria Brasileira de Software com Base em uma Taxonomia das Empresas: Subsídios para a Política Industrial

José Eduardo Roselino

Resumo


As atividades de software foram eleitas como opção estratégica da Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior – PITCE a partir da identificação de seu papel crescentemente crucial para o desenvolvimento das mais diversas atividades. A política setorial vem sendo desenhada com o objetivo de alcançar duas metas principais: elevar as exportações brasileiras de software e ampliar a participação das empresas nacionais no mercado doméstico. O artigo apresenta um panorama da indústria brasileira de software que permite discutir a adequação dos objetivos traçados para a política industrial. A abordagem desenvolvida identifica a expressiva presença das empresas de capital nacional em todos os segmentos considerados, ainda que exibindo grandes assimetrias com relação às empresas de capital estrangeiro. O quadro apresentado sugere que o enfoque da política deveria centrar-se no reforço aos aspectos virtuosos já existentes na indústria brasileira de software, concentrando a ação das políticas na consolidação das empresas nacionais para o enfrentamento de um mercado crescentemente competitivo.

Palavras-chave


Indústria de Software; Política Industrial e Tecnológica; Desenvolvimento Industrial

Texto completo:

PDF


##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Brasil

UNICAMP 

ISSN Eletrônico: 2178-2822
ISSN Impresso: 1677-2504
Revista Brasileira de Inovação - Departamento de Política Científica e Tecnológica/Instituto de Geociências - UNICAMP
Caixa Postal 6152 - CEP 13083-870 - Campinas - SP - Brasil - rbi@ige.unicamp.br - Tel (19) 3521-5167 / Fax (19) 3521-4555