A política de compras da Petrobras: o caso da P-51

Cássio Garcia Ribeiro, André Tosi Furtado

Resumo


A Petrobras é uma companhia cuja capacitação tecnológica é reconhecida internacionalmente. Por se tratar de uma empresa ligada ao governo brasileiro, o qual, há alguns anos, a tem impelido a praticar uma política de conteúdo local, salta aos olhos a importância de estudos que visem a investigar os resultados dessa política. O objetivo deste artigo é justamente esse, com base em um estudo detalhado acerca da plataforma P-51. A literatura sobre aprendizagem tecnológica é utilizada para a criação de uma tipologia sobre a política de compras governamentais, bem como de um quadro analítico para avaliar a aprendizagem tecnológica em projetos de plataformas petrolíferas. A análise da plataforma P-51 se baseia em informações coletadas a partir de entrevistas com a Petrobras e seus principais fornecedores. A pesquisa de campo sugere que os impactos da política de compras da Petrobras, em relação ao projeto da P-51, concentraram-se em aprendizagens básicas.

Palavras-chave


Compras Governamentais; Países em Desenvolvimento; Aprendizagem Tecnológica; Petrobras; P-51

Texto completo:

PDF


##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Brasil

UNICAMP 

ISSN Eletrônico: 2178-2822
ISSN Impresso: 1677-2504
Revista Brasileira de Inovação - Departamento de Política Científica e Tecnológica/Instituto de Geociências - UNICAMP
Caixa Postal 6152 - CEP 13083-870 - Campinas - SP - Brasil - rbi@ige.unicamp.br - Tel (19) 3521-5167 / Fax (19) 3521-4555