A economia do software e a digitalização da economia

Mauro Zackiewicz

Resumo


As questões econômicas, sociais e institucionais que decorrem do avanço da digitalização e seus impactos desafiam a análise econômica convencional. Por causa da geração de valor fundamentada em flexibilidade e imaterialidade, a economia organizada em torno de software estabelece uma dinâmica de ciclos rápidos de inovação, mercados transitórios e forte propensão à concentração. A expansão dos meios digitais faz com que as características que definem a economia do software tendam a se difundir para a economia em geral, afetando inclusive as atividades mais tradicionais. Este artigo discute quais são as principais propriedades que definem a economia do software, propõe uma estrutura de análise para interpretar e estudar suas manifestações em casos concretos e aponta caminhos para orientar a pesquisa empírica da digitalização e de suas implicações econômicas e sociais.

Palavras-chave


Análise Econômica; Inovação; Software; Prospectiva Tecnológica

Texto completo:

PDF


##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM




Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 3.0 Brasil

UNICAMP 

ISSN Eletrônico: 2178-2822
ISSN Impresso: 1677-2504
Revista Brasileira de Inovação - Departamento de Política Científica e Tecnológica/Instituto de Geociências - UNICAMP
Caixa Postal 6152 - CEP 13083-870 - Campinas - SP - Brasil - rbi@ige.unicamp.br - Tel (19) 3521-5167 / Fax (19) 3521-4555