Levantamento e análise comparativa dos padrões de drenagem das bacias hidrográficas dos Rios Aguapeí e Peixe

Autores

  • Jhonatan Laszlo Manoel Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
  • Paulo Cesar Rocha Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1778

Palavras-chave:

Padrões de Drenagem. Bacia Hidrográfica. Rio Aguapeí. Rio do Peixe

Resumo

Os padrões de drenagens representam um dos principais parâmetros morfométricos a serem averiguados, para justificar a forma da distribuição espacial dos canais fluviais em uma bacia hidrográfica. Os padrões de drenagens das Bacias Hidrográficas dos Rios Aguapeí e Peixe foram gerados através da identificação visual dos cursos d´águas nelas inseridas, os quais foram vetorizados e classificados de acordo com a sua distribuição espacial, sendo gerada uma carta dos padrões identificados. Sobre os resultados identificados, verificou-se que há uma distribuição predominante do padrão de drenagem do tipo dendrítico pela predominância das rochas da Formação Adamantina do Grupo Bauru, mas também foram identificados padrões sub-dendríticos e paralelos, sendo que o último apresenta-se pela forte inclinação do relevo. Por fim, alguns cursos d’água ficaram sem classificação por não possuir canais confluentes e não demonstrar configuração genética, com apenas um canal retilíneo.

Biografia do Autor

Jhonatan Laszlo Manoel, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Mestrando do curso de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Paulo Cesar Rocha, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Professor Doutor do Departamento de Geografia da Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Referências

CUNHA. S. B. Geomorfologia fluvial p. 225. In: GUERRA, Antonio José Teixeira; CUNHA, Sandra Baptista da (org.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 4. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, 472 p.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia – São Paulo: Edgard Blucher: EDUSP, 1974, 149 p.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia fluvial – São Paulo: Edgard Blucher: FAPESP, 1981, 313 p.

HORTON, R. E. Erosional development of streams and their drainage basin: hidrophysicalapprouch to quantitative morphology, Geol. Soc. AmericaBulletin, 1945, 56 (3), pp. 275-370

HOWARD, A.D. Drainage analysis in geologic interpretation: summation. Bulletin American Association of Petroleum Geologists, Tulsa, v.5, n.11, p.2246-2259, 1967.

LIMA, M. I. C. Análise de drenagem e seu significado geológico-geomorfológico, Belém, Pará, UFPA, 2006, 222.

PENTEADO, M. M. Fundamentos de geomorfologia/Margarida Maria Penteado. - Rio de Janeiro: IBGE, 1974 141 p.

Relatório de Situação dos Recursos Hídricos das Bacias dos Rios Aguapeí e Peixe – 1997.

SUGUIO, K.; BIGARELLA, J.J. Ambientes fluviais. 2.ed. Florianópolis: UFSC, 1990. 183p.

RICCOMINI, C. Arcabouço estrutural e aspectos do tectonismo gerador e deformador da Bacia Bauru no Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Geociências, v. 27, n. 2, p. 153-162, 1997.

SAAD, A. R. Análise da produção técnico-científica. 1997. 150 f. Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão