Mapeamento geomorfológico na escala 1:50.000 do baixo curso da bacia do Rio Muriaé no estado do Rio de Janeiro

Autores

  • Cristiane Chapeta Mattoso Franco Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1795

Palavras-chave:

Relevo. Mapeamento geomorfológico. Bacias hidrográficas

Resumo

O relevo, por ser um elemento tão dinâmico e diverso em sua gênese, formas e composições, torna mais complexa e difícil a tarefa de representar tal elemento em um plano, como um mapa. No entanto, com o avanço tecnológico e das técnicas de sensoriamento remoto está se tornando cada vez mais possível obter dados e informações precisas sobre a superfície terrestre e assim evoluir, não só o conhecimento da ciência geomorfológica, como também, de ações para planejamento e gestão de determinadas áreas. A elaboração mapa geomorfológico, objetivo deste trabalho, busca auxiliar na melhor compreensão das características e história evolutiva do relevo que se encontra na área de estudo. E para isso, utiliza-se do saber geomorfológico e seus conceitos a fim de analisar os elementos presentes na superfície em questão, assim como os elementos e processos que atuam ou já atuaram na sua evolução.

Biografia do Autor

Cristiane Chapeta Mattoso Franco, Universidade Federal Fluminense

Departamento de Geografia

Referências

AMORIM, R.; Reis, C.; Ferreira, C. Mapeamento dos Geossistemas e dos Sistemas Antrópicos como Subsídios de Áreas com Riscos a Inundações e Alagamentos no Baixo Curso da Bacia Hidrográfica do rio Muriaé (Rio de Janeiro – Brasil). Territorium (Coimbra), 2017.

CPRM, Companhia Brasileira de Recursos Minerais. Projeto Rio de Janeiro. Brasília: Serviço Geológico do Brasil, 2000, v. 1-8

FLORENZANO, T.G. Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008

PRADO, R.B.; DANTAS, M.E; FIDALGO, E.C.C.; GONÇALVES, A.O.; SILVEIRA, M.M.L.; GUIMARÃES, P.V.; FERRAZ, R.P.D.; MANSUR,

K.L., DOURADO, H.V.F. Diagnóstico do meio físico da Bacia Hidrográfica do rio Muriaé. Rio de Janeiro, EMBRAPA, 2005

REIS, C. H; AMORIM, R. R. Uso de sensores remotos com diferentes resoluções espectrais para a caracterização do uso e ocupação das terras de áreas com risco à inundação dos municípios de Italva e Cardoso Moreira, Rio de Janeiro, Brasil. In:

RISCOS - Associação Portuguesa de Riscos, Prevenção e Segurança. (org.). Multidimensão e Territórios de Risco. 1ed.Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2014, v. 1, 2014. p. 123-128.

SILVA, T. I.; RODRIGUES, S. C. Tutorial de Cartografia Geomorfológica. Revista Geográfica Acadêmica. Volume 3, Número 2 - Dezembro 2009. 64p.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos