Vulnerabilidade à perda de solo na bacia do Córrego das Crioulas em Paracatu-MG

Autores

  • Fillipe De Paula Almeida Universidade Federal de Goias
  • Patrícia de Araújo Romão Universidade Federal de Goiás,
  • Diego Tarley Ferreira Nascimento Universidade Estadual de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1798

Palavras-chave:

Erosão. Cobertura do Solo. Vulnerabilidade. Perda de Solo

Resumo

Os processos erosivos hídricos ocorrem naturalmente em um tempo geológico, porém as interferências antrópicas podem acelerar esse processo. Este trabalho representa um estudo da bacia do Córrego das Crioulas, localizada no munícipio de Paracatu-MG. Foram realizadas análises de diversas variáveis ambientais por meio do programa ArcGis/ESRI, sendo esses dados e informações compilados a partir de um projeto maior em intercâmbio entre a Universidade Federal de Goiás e Furnas Centrais Elétricas, denominado aqui de projeto Furnas, produzido o mapeamento de vulnerabilidade à perda de solo para a área de estudo, além da confecção do mapa de cobertura do solo em escala de detalhamento. A região de estudo possui áreas que necessitam de maior atenção quanto ao gerenciamento do uso do solo, que considere suas limitações e suscetibilidades, pois a deflagração ou intensificação de processos erosivos podem resultar em danos ao reservatório e perdas econômicas para a comunidade lindeira.

Biografia do Autor

Fillipe De Paula Almeida, Universidade Federal de Goias

Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goias

Patrícia de Araújo Romão, Universidade Federal de Goiás,

Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás,

Diego Tarley Ferreira Nascimento, Universidade Estadual de Goiás

Universidade Estadual de Goiás, Campus Iporá.

Referências

CARVALHO, C. et al. Processos erosivos no Centro-Oeste brasileiro. Brasília: Universidade de Brasília – FINATEC. 2006.

CREPANI, E.; MEDEIROS, J. S.; HERNANDEZ FILHO, P.; FLORENZANO, T. G.; DUARTE, V.; BARBOSA, C. C. Sensoriamento remoto e geoprocessamento aplicados ao zoneamento ecológico-econômico e ao ordenamento territorial. São José dos Campos: INPE. 2001. 124 p.

GHEZZI, A.O. Avaliação e mapeamento da fragilidade ambiental da Bacia do Rio Xaxim, Baía de Antonina-PR, com o auxílio de geoprocessamento. 49p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2003.

SALOMÃO, F.X.T.; CANIL, K; RODRIGUES, S.P. Exemplo de Aplicação da Geologia de Engenharia no Controle Preventivo e Corretivo dos Processos Erosivos. Revista Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental. n. 2, v. 2, p. 40. 2012.

SOBREIRA, F.G. Susceptibilidade a Processos Geológicos e suas Consequências na Área Urbana de Mariana, MG. Revista Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental. n. 2, v. 2, p. 40, 2001.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão