Diagnóstico ambiental da bacia hidrográfica do Manancial Balneário da Amizade nos municípios de Álvares Machado e Presidente Prudente – São Paulo/Brasil

Autores

  • Fernanda Bomfim Soares Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
  • Antonio Cezar Leal Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1847

Palavras-chave:

Planejamento Ambiental. Bacia Hidrográfica. Diagnóstico Ambiental. Paisagem. Balneário da Amizade

Resumo

O presente trabalho apresenta a metodologia empregada a partir das concepções metodológicas de Rodriguez (1994), Rodriguez e Silva (2013) e Leal (1995), com a realização do Planejamento Ambiental a partir das etapas de Organização, Inventário, Diagnóstico, Prognóstico e Proposições, incluindo a elaboração de mapas temáticos e de síntese, utilizando o Sistema de Informação Geográfica (SIG), Sistema de Posicionamento Global (GPS), trabalhos de campo, análise e sistematização de dados e informações. Porém, devido à complexidade de todo o conteúdo, neste trabalho aborda, apenas, a etapa de Diagnóstico Ambiental da bacia hidrográfica do manancial Balneário da Amizade, localizada nos municípios de Álvares Machado e Presidente Prudente, São Paulo, Brasil, contribuindo para o planejamento ambiental e para o zoneamento ambiental de bacias hidrográficas. Para tanto, realizou-se a revisão bibliográfica sobre conhecimentos teóricos e metodológicos de planejamento ambiental, gestão de bacias hidrográficas, gestão de recursos hídricos e geoecologia da paisagem, bem como sobre identificação e análise da situação das Áreas de Preservação Permanente (APP) e diversas legislações ambientais. A importância desse trabalho se deu pela experiência de discutir um assunto importante regionalmente, mas, também, pelo contato que obteve com trabalhos no exterior durante estágio de pesquisa na Ludwig-Maximilians-Universitat, em Munique na Alemanha.

Biografia do Autor

Fernanda Bomfim Soares, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Antonio Cezar Leal, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Referências

ÁLVARES MACHADO, PREFEITURA MUNICIPAL. Plano diretor do município de Álvares Machado - SP. Documento cedido em novembro de 2010.

ÁLVARES MACHADO, PREFEITURA MUNICIPAL. Plano de macrodrenagem do município de Álvares Machado. 2009.

CHÁVEZ, Eduardo Salinas; PUEBLA, Adonis M. Ramón. Propuesta Metodológica Para La Delimitacion Semiautomátizada De Unidades De Paisaje De Nível Local. Revista do Departamento de Geografia, v.25, p.1-19, 2013.

CAVALCANTI, A.P.B. e RODRIGUEZ J.M.M. O Meio Ambiente: histórico e contextualização. In: CAVALCANTI, A.P.B. (org). Desenvolvimento sustentável e planejamento: bases teóricos e conceituais. Fortaleza: UFC – Imprensa Universitária, 1997, p.9-24.

CAVALCANTI, C. Economia e Ecologia: problemas da governança ambiental no Brasil. Revista Iberoamericana de Economia Ecológica, v. 1, p.1-10, 2004.

DIBIESO, Eduardo Pizzolim. Planejamento Ambiental da bacia Hidrográfica do Córrego do Cedro – Presidente Prudente/SP. Presidente Prudente, 2006. Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2006, 157p.

HASDENTEUFEL, P.; RODRIGUEZ, J.M.M.; BAUME, O. Integrated ecosystem based studies as a tool for sustainable environmental management. The Río Quibú (Havana, Cuba) case study. Geography, Environment, Sustainability. , GES , 92-101 , Petersburg, 2008.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Manual técnico de uso da terra. 3.ª ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.. Censo demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2010.

IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Mapa Geológico do Estado de São Paulo, 1:500.000. São Paulo, IPT. 2v. (IPT, Monografia 6, Pub. 1184), 1981a.

IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Mapa Geomorfológico do Estado de São Paulo, 1:1.000.000. São Paulo, IPT. 1981b.

LEAL, A.C. Gestão das Águas no Pontal do Paranapanema - São Paulo. Campinas, 2000. Tese (Doutorado em Geociências – Área de concentração em Administração e Política de Recursos Minerais) – Inst. de Geociências – UNICAMP, 299p.

LEAL, Antonio Cezar. Gestão das Águas no Pontal do Paranapanema. 2000. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

LEAL, Antonio Cezar. Meio ambiente e urbanização na microbacia do Areia Branca-Campinas, SP. Rio Claro, 1995. Dissertação (Mestrado em Geociências e Meio ambiente) – IGCE Campus de Rio Claro, 1995, 154p.

PRESIDENTE PRUDENTE. Projeto de Revitalização do Balneário da Amizade. Disponível em: <http://www.presidenteprudente.sp.gov.br>, acesso em 03 de fev. de 2011.

RODRIGUEZ, José Manuel Mateo. Apuntes sobre geografia de los paisajes. Havana, Cuba, 1984.

RODRIGUEZ, M. M. Planejamento Ambiental como campo de ação da Geografia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEÓGRAFOS, 5, 1994, Curitiba/PR. Anais. Curitiba: AGB, 1994. v.1, p.582-94.

RODRÍGUEZ, J. M. M., HASDENTEUFEL, P., MANENT, M. B., FERNÁNDEZ, I. V. Sostenibilidad espacial y ambiental de La província Ciudad de La Habana. Informe de lós resultados del proyecto Caesar. Cuidad de La Habana: Editoral Universitaria, 2008.

RODRIGUEZ, J.M.M. Planificación Ambiental; Editorial Félix Varela, La Habana, 2008.

RODRIGUEZ, José M. M. et al. Geoecologia das Paisagens: uma visão geossistêmica da análise ambiental. 3. Ed. Fortaleza: Edições UFC, 2010.

RODRÍGUEZ, José Manuel Mateo; SILVA, Edson Vicente da; LEAL, Antonio Cezar. Planejamento Ambiental em Bacias Hidrográficas. In: SILVA, Edson Vicente da; RODRÍGUEZ, José Manuel Mateo; MEIRELES, Antônio Jeovah de Andrade (Org.). Planejamento Ambiental e Bacias Hidrográficas. Fortaleza: Edições UFC, 2011.

RODRÍGUEZ, José Manuel Mateo; SILVA, Edson Vicente da. Planejamento e gestão ambiental: subsídios

da geoecologia das paisagens e da teoria geossitêmica. Fortaleza: Edições UFC, 2013.

ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. Geomorfologia aplicada aos EIAs-RIMAs. In: GUERRA, Antônio José Teixeira; CUNHA, Sandra Baptista da.Geomorfologia e meio ambiente. 3 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

ROSS, Judandyr Luciano Sanches; PRETTE, Marcos Estevan, Recursos hídricos e a bacia hidrográfica: âncoras do planejamento e gestão. Revista do Departamento de Geografia, v.12, p.89-121, 1998.

ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. Análises e sínteses na abordagem geográfica da pesquisa para o planejamento ambiental. Revista do Departamento de Geografia, v.9, p.65-75, 1997.

ROSS, Judandyr Luciano Sanches. Análise e síntese na abordagem geográfica da pesquisa para o planejamento ambiental. Revista do Departamento de Geografia, v.9, p.64-75, 1995.

ROSS, Judandyr Luciano Sanches. Análise empírica da fragilidade dos ambientes naturais e antropizados.Revista do Departamento de Geografia. V.8, 1994.

ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. O registro cartográfico dos fatos geomorfológicos e a questão da taxonomia do relevo. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, v.6, p.17-29. 1992.

ROSS, J. L. S. e MOROZ, I. C. Mapa geomorfológico do estado de São Paulo. São Paulo, DG-FFLCH-USP, IPT, FAPESP, 1997.

SABESP - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. Gestão Ambiental. Disponível em :<http://site.sabesp.com.br/site/sociedademeioambiente>, acesso em maio de 2011.

SOARES, F. B. Planejamento e Zoneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Manancial Balneário da Amizade nos municípios de Álvares Machado e Presidente Prudente – São Paulo/ Brasil. Dissertação de mestrado. FCT/UNESP, 2015.

TROMBETA, Letícia R. Planejamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Córrego Guaiçarinha, Município de Álvares Machado, São Paulo, Brasil. Dissertação de mestrado. FCT/UNESP, 2015.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão