Mapeamento da cobertura e uso da terra nas Áreas De Preservação Permanente do rio Muriaé no município de Campos dos Goytacazes – RJ

Autores

  • Anadelson Martins Virtuoso Universidade Federal Fluminense
  • Claudio Henrique Reis Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1861

Palavras-chave:

Áreas de Preservação Permanente. Geoprocessamento. Mapeamento

Resumo

O objetivo deste trabalho é realizar a identificação, a análise e a classificação da cobertura e uso da terra nas Áreas de Preservação Permanente, do rio Muriaé, no município de Campos dos Goytacazes, RJ. A metodologia foi baseada na interpretação visual de imagens do satélite Rapideye e para a realização do mesmo foram utilizadas informações textuais, informações gráficas, trabalhos de campo, técnicas de geoprocessamento e recursos computacionais. Para o processamento e a classificação das imagens de satélite foi utilizado o programa Spring versão 5.3, e para aedição dos mapas foi utilizado o sofware  livre Qgis versão 12.3. Os resultados obtidos foram sintetizados sob a forma de mapa temático e gráfico e mostram a predominância do uso da terra para agricultura e pastagens, assim como a quase total ausência de matas ciliares caracterizando o descumprimento da Lei Federal 12.651 -  Código Florestal Brasileiro.

Biografia do Autor

Anadelson Martins Virtuoso, Universidade Federal Fluminense

Programa de Pós-Graduação em Geografia

Claudio Henrique Reis, Universidade Federal Fluminense

Departamento de Geografia de Campos (GRC)

Referências

BRASIL. Decreto Nº 23.793, de 23 de janeiro de 1934.

Lei Nº 4.771, de 15 de setembro de 1965.

Lei Nº 12.651 de 25 de maio de 2012

COPPETEC. Caderno de Ações Bacia do Rio Muriaé. Relatório Contratual R-10. Disponível em: http://www.ceivap.org.br/downloads/cadernos/Caderno%206%20-%20Muriae.pdf . Acesso em 30/11/2015

DRUMONT, J. A. A legislação brasileira de 1934 a 1988: comentários de um cientista ambiental simpático ao conservacionismo. Ambiente e Sociedade – Ano II – Nos3 e 4 – 2º Semestre de 1988, 1º Semestre de 1999. (pp. 127 a 149)

ESCADA, M, I, S. Padrões e Processos em Dinâmica de Uso e Cobertura da Terra. Bases conceituais e teóricas. Conceitos de Uso e Cobertura da Terra. CST-312. Disponível em:http://ess.inpe.br/courses/lib/exe/fetch.php?media=cst-312-popea:aula2_conceitolucc_i.pdf. Acesso em 13/12/2015.

IBGE – Manual Técnico de Uso da Terra. 3. Ed. Rio de Janeiro, 2013.

INPE – Tutorial Spring, 5.2, INPE, 2010

MOREIRA. M. A. Fundamentos do sensoriamento remoto e metodologias de aplicação. 4ª ed. – Viçosa, MG: Ed. UFV, 2011.

MMA- Ministério do Meio Ambiente. Geocatálogo, Disponível em Geocatálogo. http://geocatalogo.mma.gov.br/sobre.jhtml. Acesso em 12/04/2015

RIO DE JANEIRO. Decreto 43.356 de 2010.

Lei Nº 650 de 11 de Janeiro de 1983.

Lei Estadual Nº 1.130 de 12 de fevereiro de1987.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental