Análise do uso e cobertura do solo no Parque Estadual da Pedra Branca a partir da cota altimétrica 100 metros com base em técnicas de geoprocessamento nos anos de 2004 e 2016

Autores

  • Raphael de Oliveira Fernandes Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Márcio Lima da Silva Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Wallace Luiz da Cunha Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1867

Palavras-chave:

Parque Estadual da Pedra Branca. Uso e cobertura do solo. Geoprocessamento

Resumo

O Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB) está localizado na zona oeste da Cidade do Rio de Janeiro, sendo um dos últimos locais com remanescentes de mata atlântica. O objetivo do trabalho foi analisar o uso e a cobertura do solo nos anos 2004 e 2016 no interior do parque entre as cotas altimétricas 100m e 200m identificando as transformações ocorridas em relação ao uso antrópico. Os métodos utilizados foram baseados em técnicas de geoprocessamento, utilizando arquivos vetoriais do uso e cobertura do solo da Cidade do Rio de Janeiro e as curvas de nível do Estado do Rio de Janeiro a partir das ferramentas de Sistema de Informação Geográfica. Os resultados demonstram que houve aumento da cobertura florestal, porém esse aumento também foi acompanhado pelo acréscimo de áreas residenciais, agrícolas e de exploração mineral, substituindo em algumas ocorrências a cobertura gramíneo lenhosa presente anteriormente.

Biografia do Autor

Raphael de Oliveira Fernandes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrando do Programa de Pós Graduação em Geografia/Instituto de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Márcio Lima da Silva, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia Física/Instituto de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Wallace Luiz da Cunha, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia Física/Instituto de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Referências

BARREIRA, M. R. A.; BOTELHO, M. L., Crise Urbana e favelização no Rio de Janeiro: para uma crítica da questão urbana contemporânea. In: 2008, PR. Anais. Disponível em: <http://www.uel.br/grupo-pesquisa/gepal/terceirosimposio/marcosrodrigues.pdf> Acesso em Janeiro 2017.

BRASILIA, Lei Nº 12.651, de 25 de maio 2012. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/L12651compilado.htm> Acesso em Janeiro 2017.

CALHEIROS, Daniel Pinheiro; CANTARINO, Anderson; PINTO A. L. C.; ARAÚJO, R. M. de; MACHADO, J. L. C.Uma Proposta para o Uso do Geoprocessamento como Ferramenta para o Manejo Sustentável de Unidades de Conservação. In: SIMPÓSIO DE

EXCELÊNCIA EM GESTÃO E TECNOLOGIA–SEGET, VIII. 2004, RJ. Anais Eletronicos.Rio de Janeiro: Resende, 2004. Disponível em: < http://www.aedb.br/seget/ Acesso em: 04 fev. 2017.

COSTA, N. M. da; COSTA, V. C. da; CONCEIÇÃO, R. S. da; RIBEIRO, J. V. M. Fragilidade ecoturística em áreas de atrativos no Parque Estadual da Pedra Branca (RJ). Geo UERJ, v. 1, n. 19, p. 138-160, 2009.

COSTA, V.C., SILVA, R.C., LOPES, C.Q.G., Silva, S.M. Monitoramento do uso do solo urbano com base em interpretação visual de imagem de satélite Alos (Prism) e Google Earth: um estudo de caso na Zona de Amortecimento do Parque Estadual da

Pedra Branca (PEPB) – município do Rio de Janeiro (RJ). In: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, 2011, Curitiba, PR, Anais, Brasil, 30 de abril a 05 de maio, INPE., p. 6984 – 6991. BRASIL. Ministério do MeioAmbiente.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: <http://downloads.ibge.gov.br/downloads_geociencias.htm> Acesso em Janeiro de 2017.

INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Disponível em :<http://www.dgi.inpe.br/siteDgi/portugues/index.php> acesso em Janeiro 2017.

RIO DE JANEIRO (ESTADO). Lei Estadual nº 2.377, de 28 de junho de 1974. Diário oficial [do] Estado do Rio de Janeiro, Poder Executivo, Rio de Janeiro, v. 2, 1974.

RIO DE JANEIRO (ESTADO). Secretaria do Meio Ambiente. Instituto Estadual do Ambiente. Plano de Manejo

do Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB), 2013. Disponível em: <http://www.femerj.org/wp-content/uploads/Plano-de-manejo-do-Parque-Estadual-da-Pedra-Branca-PEPB-2.pdf.> Acesso em Janeiro de 2017.

SIURB, Sistema Municipal de Informações Urbanas. Disponível em: <http://prefeitura.rio/web/ipp/siurb> acesso Janeiro 2017.

SNUC – Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza: Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000; Decreto nº 4.340, de 22 de agosto de 2002; Decreto nº 5.746, de 5 de abril de 2006.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental