Avaliação da dinâmica do uso e cobertura da terra no município de Faxinal do Soturno no estado do Rio Grande do Sul

Autores

  • Douglas Stefanello Facco Universidade Federal de Santa Maria
  • Ana Carolina Benedetti Universidade Federal de Santa Maria
  • Eduardo André Kaiser Universidade Federal de Santa Maria
  • Waterloo Pereira Filho Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1876

Palavras-chave:

Sensoriamento remoto. Dinâmica. SPRING. Geotecnologias

Resumo

O estudo de mudanças do uso e cobertura da terra, é essencial para fornecer subsídios ao monitoramento ambiental de uma determinada área. Assim, o presente trabalho investiga avaliar a dinâmica do uso e cobertura da terra no município de Faxinal do Soturno, onde se analisou as classes água, campo, agricultura, floresta, solo exposto e sombra. Para isso, utilizou-se o software SPRING, na classificação supervisionada de imagens do satélite Landsat 5 do ano 1989 e Landsat 8 do ano 2014. O primeiro período estudado em 1989 verificou-se o fenômeno La Niña, período de poucas chuvas ocasionando seca e por consequência menores áreas das classes água e agricultura. As expansões das áreas de solo exposto sobre as áreas de campo revelam mudança de uso e cobertura da terra no período de estudo.

Biografia do Autor

Douglas Stefanello Facco, Universidade Federal de Santa Maria

Centro de Ciências Naturais e Exatas

Ana Carolina Benedetti, Universidade Federal de Santa Maria

Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria

Eduardo André Kaiser, Universidade Federal de Santa Maria

Centro de Ciências Naturais e Exatas

Waterloo Pereira Filho, Universidade Federal de Santa Maria

Centro de Ciências Naturais e Exatas

Referências

CONGALTON, R. G.; GREEN, K. Assessing the accuracy of remotely sensed data: principles and practices. New York: Lewis Publishers, 1999. 139 p.

CPC-NCEP-NOAA. Cold and Warm Episodes by Season. Climate Prediction Center. Disponivel em <http://www.cpc.ncep.noaa.gov/products/analysis_monitoring/ensostuff/ensoyears.html>Acesso em 05.mar.2017.

CPTEC. INPE Centro de Previsão de Tempo e estudos Climáticos. Disponível em http://www.cptec.inpe.br/ Acesso em 05.mar.2017.

EMBRAPA MONITORAMENTO POR SATÉLITE. Satélites de Monitoramento. Campinas: Embrapa Monitoramento por Satélite, 2013. Disponível em: <http://www.sat.cnpm.embrapa.br>. Acesso em: 5 mar. 2017

FERRARRI, R. Modelagem dinâmica do uso e cober4tura da terra da Quarta Colônia, RS. 2008. 131f. Dissertação (Mestrado em Geomática) – Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

FLORENZANO, G. T Iniciação em Sensoriamento Remoto. São Paulo : Gráfica, 2011. - Vol. 2.

JENSEN, J. Sensoriamento Remoto do Ambiente - Uma Perspectiva em Recursos Terrestres. São Paulo:Parêntese, 2009.

INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Disponível em: <http://www.inpe.br>. Acesso em: 08 nov. 2016.

MARCHESAN, J; LIPPERT, S. B; GEORGEN, L. C; NUNES, M. M; SCHUH, M. S; KERVALD, L.A; PEREIRA, R. S. Análise multitemporal do uso e cobertura da terra no município de Faxinal do Soturno-RS nos anos de 1986, 1996, 2006 e 2011 Anais XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR p. 7361-7367.

MARENGO, J.A Mudanças Clímáticas Globais e Regiomais: Avaliação do Clima Atual do Brasil e Projeções de Cenários Climáticos do Futuro. Revista Brasileira de Meteorologia, Sçao José dos Campos, v.16, n.1, p.01-18. 2001.

MOREIRA, M. A. Fundamentos do Sensoriamento Remoto e metodologias de aplicação. 3. ed. rev. e ampl. Viçosa: UFV, 2005. 307p. 8

MORENO, J.A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961. 83p.

MOTA, F. S. da Influencia dos Fenomenos El Niño e La Niña Sobre o Rendimento do Arroz Irrigado na Região de Pelotas (RS). Revista Brasileira de Meteorologia, Rio de Janeiro, v.15, n.2, p.21-24. 2000.

NOVO, E. M. L., Sensoriamento remoto, princípios e aplicações. 3. Ad. São Paulo: 2008. 308p.

QUEIROZ, Corina Jará de. Análise de Transformações Geométricas para o Georreferenciamento de Imagens do Satélite CBERS-I. Dissertação de Mestrado. UFRGS - CEPSRM, 2003. Disponível em www.ufrgs.br/srm/DissertaçõesPos/A18.html. Acesso em 20 abr. 2006.

RECHIUTI, L. V. Processamento de Imagens Digitais. São José dos Campos: INPE – CTA, 1996. 59p.

ROCHA, C. H. B. Geoprocessamento: Tecnologia Transdisciplinar. Juiz de Fora: Ed. do Autor, 2000. 220p.

SABINS, F.F. Remote Sensing: principles and interpretation. 3. rd. New York: W. F. Freeman and Company, 1999. 494p.

SCHIRMER, G. J. Mapeamento Geoambiental dos Municípios de Agudo, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Nova Palma e Pinhal Grande – RS 2012. 156f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Departamento de Geociências, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

FILHO, B. S. Análise de Paisagem: Fragmentação e Mudanças. Disponível em:<http://www.csr.ufmg.br/geoprocessamento/centrorecursos/relacionadas/dinamica.pdf>. Acesso em: 5 mar. 2005.

VENTURIERI, A.; SANTOS, J.R. dos. Técnicas de classificação de imagens para análise da cobertura vegetal. In: ASSAD, E. D.; SANO, E. E. (Org.). Sistemas de Informações Geográficas: Aplicações na Agricultura. 2. ed. Brasília: EMBRAPA, 1998. p. 351-371.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental