Diagnóstico da gestão dos resíduos sólidos no município de Palmelo (GO): um olhar sobre as políticas públicas

Autores

  • Rosilene Lopes da Cruz Universidade Federal de Goiás
  • Idelvone Mendes Ferreira Universidade Federal de Goiás
  • Ralph Barbosa Rodrigues Alves Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1913

Palavras-chave:

Políticas públicas. Uso do solo. Consumismo. Resíduos sólidos. Impactos ambientais

Resumo

Decorrente, sobretudo, da redistribuição das populações das zonas rurais para assentamentos urbanos, o processo de urbanização das sociedades humanas aconteceu de forma desigual em todo o mundo. Este fenômeno é característico dos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, marcado pela elevada velocidade em que o êxodo rural acontece, bem como pela concentração da população nas cidades. Problemas relacionados à geração de resíduos, considerando-se o seu amplo significado, apresentam grandes riscos tanto ao ambiente quanto à saúde das populações que compõem a biota do planeta. Diante desta problemática, este artigo tem como objetivo discutir os problemas relacionados à produção de resíduos sólidos urbanos e seus riscos à saúde humana. Como metodologia, procederam-se a observação do fenômeno, pesquisas bibliográfica e exploratória em campo, em coletânea de artigos, em imagens fotográficas, entre outros recursos metodológicos que sustentaram a análise e a reflexão sobre a produção de resíduos sólidos e suas consequências.

Biografia do Autor

Rosilene Lopes da Cruz, Universidade Federal de Goiás

Programa de Pós-Graduação em Geografia, Regional Catalão

Idelvone Mendes Ferreira, Universidade Federal de Goiás

Programa de Pós-Graduação em Geografia, Regional Catalão

Ralph Barbosa Rodrigues Alves, Universidade Federal de Goiás

Programa de Pós-Graduação em Geografia, Regional Catalão

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10004: Resíduos sólidos – Classificação. Rio de Janeiro: ABNT, 2004.

BAUMAN, Zygmunt. Vida líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

BERNARDES, Júlia Adão; FERREIRA, Francisco Pereira. Sociedade e natureza. In: CUNHA, Sandra Baptista da; GUERRA, Antonio Jose Teixeira (Org.). A questão ambiental: diferentes abordagens. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 17-42.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. 15. ed. rev. ampl. e atual. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010. (Atualizada até a Emenda Constitucional n. 62/2009).

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Resíduos sólidos e a saúde da comunidade: informações técnicas sobre a inter-relação saúde, meio ambiente e resíduos sólidos. Brasília: Funasa, 2009.

COSTA, Jurandir Freire. O vestígio e a aura: corpo e consumismo na moral do espetáculo. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

GOLDEMBERG, José. Resíduos sólidos: o caminho para a sustentabilidade. In: SANTOS, Maria Cecilia Loschiavo dos; LOPES, Sylmara; GONÇALVES-DIAS, Francelino (Org.). Resíduos sólidos urbanos e seus impactos socioambientais. São Paulo: IEE-USP, 2012. p. 14-17.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia E Estatística. Diretoria de Pesquisas, Departamento de População e Indicadores Sociais. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2000. Rio de Janeiro: IBGE, 2000. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/notícias/27032002pnsb.shtm>. Acesso em: 20 jul. 2016.

JACOBI, Pedro Roberto. Desafios e reflexões sobre resíduos sólidos nas cidades brasileiras. In: SANTOS, Maria Cecilia Loschiavo dos; LOPES, Sylmara; GONÇALVES-

DIAS, Francelino (Org.). Resíduos sólidos urbanos e seus impactos socioambientais. São Paulo: IEE-USP, 2012. p. 31-34.

MALTHUS, Thomas Roberto. Na essay on the principal of population. 1798. Tradução de CURY, Antonio Alves. Ensaio sobre a população. Traduzido de Population: The First Essay. Ann Arbor Paperbacks, The university of Michigan Press, 1959. p. 8. < file:///C:/Users/usuario/Downloads/Ensaio+sobre+a+popula%C3%A7%C3%A3o+-+Malthus%20(2).pdf>. Acesso em 12 de jan. 2017.

OLIVA JUNIOR, Elenaldo Fonseca de; FREIRE, Raiane Souza. Os impactos ambientais decorrentes da produção de resíduos sólidos urbanos e seus riscos à saúde. Revista Eletrônica José Augusto Vieira, ano VI, n. 8, p. 158-171, set. 2013. Disponível em: <http://fjav.com.br/revista/Downloads/edicao08/Artigo_158_171.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2016.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed., 2. reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

SEVCENKO, Nicolau. A corrida para o século XXI: no loop da montanha-russa. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

SOUZA, Líria Alves de. Impactos ambientais. Brasil Escola. 2016. Disponível em: <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/impactos-ambientais.htm>. Acesso em: 14 jul. 2016.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental