Relações sobre o assentamento Canaã em Bodoquena/MS e os processos atuantes na morfologia das encostas

Autores

  • Valter Guimarães Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1923

Palavras-chave:

Relevo serrano. Uso e ocupação. Alterações morfológicas

Resumo

No municipio de Bodoquena-MS há quatro assentamentos rurais, sendo três deles em terras adquiridas pelo Incra e um pelo governo estadual. Entretanto todos estão inseridos na bacia hidrográfica do rio Salobra, em regiões de topografia serrana, curtos interflúvios  e o número total de famílias pesou consideravelmente no parcelamento dos lotes, a grande maioria entre dez e vinte hectares, em antigas terras de fazendas de gado, com dominio da pecuária extensiva. Todos os assentamentos, porém, possuem reserva legal coletiva representada por áreas serranas de difícil acesso. Partindo da premissa de que todo projeto de reforma agrária tem como objetivo oportunizar aos assentados a produção agrícola de alimentos, e considerando a reduzida extensão das encostas combinando com uma amplitude altimétrica significativa, nessa pesquisa, no assentamento Canaã, visualiza006D-se de imediato, cenários futuros da atuação de processos erosivos, uma vez que a energia do relevo é fator positivo nas alterações morfológicas destes espaços. 

Biografia do Autor

Valter Guimarães, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

C/Geografia/CPAq II, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

ALMEIDA, F. F. M. de. Geologia da Serra da Bodoquena (Mato Grosso). B. DNPM. Div. Geol. Miner., Rio de Janeiro, 1965.

BARBOSA, E.F.da F. & GUIMARÃES, V. – Relações entre o Potencial Ambiental Físico e as Restrições nas Formas de Uso da Bacia do Córrego Pontinha do Coxo-Camapuã-MS. Geografia e Produção Regional: Sociedade e Ambiente. Edvaldo C.Moretti e Maria J.M.S.Calixto (Orgs). Programa de Pós-Graduação em Geografia-UFMS. 57:76. Editora UFMS. Campo Grande, 2003.

BRASIL, M.A. Levantamento de reconhecimento dos solos do sul do estado de Mato Grosso. DNPA/DPP. Rio de Janeiro, 1971, 839 p, (Boletim Técnico, 18).

BRASIL, M. M. E. Diretoria de Serviço Geográfico. Restituição fotogramétrica. Vila Campão. Rio de Janeiro, 1973, Carta planialtimétrica, Color. 71 cm x 59 cm. Escala 1:100.000. FOLHASF.21-X-A-IV.

BORGES, C. et all. Geomorfologia. In: PLANO DE CONSERVAÇÃO DA BACIA DO ALTO PARAGUAI PCBAP/Projeto Pantanal. Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal - Subcomponente Pantanal. Diagnóstico dos meios físico e biótico; meio físico. Brasília: MMA/SEMAM/PNMA, v.2, t.I, p.77-126, 1997.

CHRISTOFOLETTI, A. A geografia física no estudo das mudanças ambientais. In: BECKER, B. K; CHRISTOFOLETTI, A; DAVIDOVICH, F. R; GEIGER, P. P. (Orgs.). Geografia e Meio Ambiente no Brasil. 3ª Ed. São Paulo: Hucitec, 2002. P.334 - 344.

CLAVAL, P. “A Geopolítica e o Desafio do Desenvolvimento Sustentável”. In: BECKER, K.B. e MIRANDA, M. A Geografia do Desenvolvimento Sustentável. Editora UFRJ. Rio de Janeiro, 1997.

CORRÊA, J. A. et al. Geologia das regiões centro e oeste de Mato Grosso do Sul- Projeto Bodoquena. Série Geologia Básica, nº 3, M. M. E. DNPM/CPRM, Brasília, 1979, 111p.

GUIMARÃES, V. – Altas Bacias dos Rios Negro e Taboco/MS: Subsídios aos Programas de Desenvolvimento Regional. Teoria, Técnicas, Espaços e Atividades – Temas de Geografia Contemporânea. Lucia H.O.Gerardi e Iandara A.Mendes (orgs). 315:340. UNESP/AGETEO. Rio Claro, 2001.

GUIMARÃES, V. Assentamento Campina em Bodoquena: O Lugar (Ambiente) em suas relações socioeconômicas. Revista Pantaneira, vol. 15. Editora UFMS. 2013.

JUSTO, L. J. E. C. Fosfato da Serra da Bodoquena - Mato Grosso do Sul. M. M. E. CPRM. Projeto PIMA- GO/TO/MT/MS – Goiânia, 1999, 38 p.

MATO GROSSO DO SUL/Secr.de Estado de Produção. Mapa do Assentamento Canaã em Bodoquena/MS. IDATERRA (Instituto de Desenvolvimento Agrário, Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural de MS – Gerência de Regularização Fundiária/Gestão de Processos Cartográficos). Campo Grande, junho de 2002.

SILVA NETO, J.C.A. da & GUIMARÃES, V. As relações dos problemas ambientais com os tipos de usos do solo na Bacia Hidrográfica do Rio Salobra – MS. Anais do V Seminário Latino-Americano e I Seminário Ibero Americano de Geografia Física – UFSM – Santa Maria/RS maio/2008 paginas 2936 2948 arquivo digital(CD).

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Solos e Paisagens