Perda de solo em parcelas de erosão, sob diferentes culturas e técnicas de manejo e a análise de estratégias de conservação

Autores

  • Helder Lages Jardim Universidade Federal de Minas Gerais
  • Nelson Ferreira Fernandes Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Andréa Paula de Souza Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1928

Palavras-chave:

Erosão do solo. Parcelas de erosão. Plantio mínimo. Paty do Alferes

Resumo

As práticas agrícolas, muitas vezes realizada de forma inadequada, tem acelerado os processos de erosão principalmente em áreas de relevo montanhoso, trazendo graves consequências ambientais e reduzindo a produtividade agrícola e a perda de grandes áreas agriculturáveis. Este trabalho objetiva contribuir para um melhor entendimento da erosão em áreas agrícolas em regiões tropicais úmidas, sob diferentes tipos de manejo e uso, através do monitoramento da perda de solo em quatro parcelas de erosão do tipo Wischmeier: (i) parcela sem presença de cobertura vegetal (SC); (ii) sistema de plantio convencional (PC); (iii) sistema com plantio em nível (PN); (iv) sistema de cultivo mínimo/plantio direto (PD). A parcela SC foi a que apresentou os maiores índices de erosão, com uma média de 20,76 ton/ha para uma chuva média de 20,9mm. A segunda maior perda média foi verificada na parcela PC, com 0,00642 ton/ha para uma chuva média de 18,2mm, seguido da parcela PN com 0,00543 ton/ha para uma chuva média de 18,5mm e, por último, a parcela PD com uma perda de 0,00139 ton/ha para uma chuva média de 18,2mm. Estes índices são de suma importância, pois demonstram os riscos de se manter o solo desprotegido de cobertura vegetal em áreas agrícolas de acentuado declive e chuvas intensas da estação chuvosa. Um outro fato que chama a atenção é que dentre as parcelas que receberam algum tipo de conservação, o praticado na região de Paty do Alferes/RJ, a parcela PC (trator morro abaixo e plantio em nível), é o que apresenta os maiores índices de erosão, e os efeitos de assoreamento dos cursos d’água e abandono das terras por perda de produtividade já se fazem sentir. A eficiência das técnicas de conservação do solo para a área ficaram em torno de 99% em relação à parcela sem plantio.

Biografia do Autor

Helder Lages Jardim, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor Adjunto do Departamento de Geografia do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais

Nelson Ferreira Fernandes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor Associado do Departamento de Geografia do Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Andréa Paula de Souza, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora Assistente da Faculdade de Educação da Baixada Fluminense- Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Referências

BERTOLINO, A.V.F.B. Monitoramento dos fluxos de água no solo sob diferentes tipos de manejo e uso – Estação experimental de Avelar (Paty do Alferes). (Tese de Doutorado em Geografia Física), UFRJ, Rio de Janeiro. 2004.

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. Ed. Ícone, São Paulo, 1999. 355p.

CARVALHO JÚNIOR, W. Modelos de planejamento agrícola conservacionista com suporte de geoprocessamento – estudo de caso nos municípios de paty do Alferes e Miguel Pereira – RJ, Dissertação de Mestrado, Instituto de Geociências, Universidade Federa do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 1996.

D’AGOSTINI, L. R. Erosão: o problema mais que o processo. Editora da UFSC, Florianópolis, 1999, 131p.

DESUSMO. Development of sustainable farming systems on mountainous low fertility grazing land in South America. Commition of the Europe communities, R&D Programme “Life sciences and technologies for developing countries”. 1997. 165p.

DUNE, T.; LEOPOLD, L. Water in environmental planning. W. H. Freeman, New York, 1978. 818p.

EMBRAPA/CNPS. Manual de métodos de análise de solos. Rio de Janeiro, 1997. 212p.

FERNANDES, N. F. Modelagem matemática em geomorfologia: potencialidades e limitações. Sociedade e Natureza. Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 1996. p.222-227.

JARDIM, H.L. Estudo da Perda de solo em parcelas de erosão, sob diferentes culturas e técnicas de manejo e anãlise de estratégias de conservação. Tese de Doutorado. UFRJ – Instituto de Geociênciências, julho de 2006.

MARQUES, J.; PINHEIRO, F.M.A. Estudos hidrometeorológicos de Paty do Alferes, RJ: resultados preliminares. Workshop nacional de agricultura sustentável em regiões tropicais de relevo acidentado, 3, Paty do Alferes, RJ: Anais. Rio de Janeiro: EMBRAPA-CNPS, 1998. CD-ROM.

MEYER, I.D.; WISCHMEIER, W.H. Mathematical simulation of the process of soil erosion by water. Trans. of the ASAE, St. Joseph, 1969. 12:754-758.

NUÑEZ, J.E.U.; SOBRINHO, N.M.B.; KUNZMANN, M.; PALMIERI, F. Perdas de metais pesados por erosão, influenciado pelo sistema de preparo do solo na microbacia de Caetés, Paty do Alferes. Workshop Nacional de Agricultura Sustentável em Regiões Tropicais de Relevo Acidentado, 3, Paty do alferes, Anais. Rio de Janeiro, EMBRAPA-CNPS, 1998. CD-ROM.

PALMIERI, F. Interações ambientais tendo em vista o desenvolvimento sustentável das microbacias dos afluentes do córrego do Saco-Rio Ubá nos municípios de Paty do Alferes e Miguel Pereira-R.J. Rio de Janeiro. Embrapa-CNPS- 1998. Tomo I, II e III. 614p. Consórcio Embrapa Solo/UFRJ/UFRRJ/UERJ/ UFF/Fiocruz/INT/EMATER-RIO/PMPA. Relatório Final ref. Convênio: 66.96.0078.00. Rel. contratação: 312161096. 1988

PINHEIRO, E. Frações orgânicas e agregação em Latossolo Vermelho em função de sistemas de oleráceas em Paty do Alferes, RJ. Dissertação de Mestrado em Agronomia. Instituto de Agronomia. UFRRJ. Seropédica, 2002. 77p

TURETTA, A.P.D. Alterações edáficas em função do manejo agrícola de oleráceas em latossolo vermelho no bioma mata atlântica – Paty do Alferes, RJ. Tese de Doutorado. UFRRJ – Instituto de Agronomia, março de 2000, 122p.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Solos e Paisagens