Educação em solos: uma experiência com alunos no ensino médio

Autores

  • Cibele Stefanno Saldanha Universidade Federal de Santa Maria
  • Tuane Telles Rodrigues Universidade Federal de Santa Maria
  • Rodrigo Pontes Universidade Federal de Santa Maria
  • Letícia Ramires Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1952

Palavras-chave:

Experimento. Educação Ambiental. Jogos Didáticos.

Resumo

O solo é um componente do ambiente natural resultante das diversas interações existentes entre os principais sistemas terrestres. O objetivo trabalho foi conduzir um experimento com os alunos da turma 201 da Escola Estadual Dom Antônio Reis onde foi abordando o tema relativo a porosidade do solo. Para que a atividade ocorrer foi necessário levar até a escola alguns materiais como: agregados de solo, uma esponja, um fragmentos de rocha e uma garrafa com água. Esses materiais foram dispostos sobre uma mesa e, em seguida foi colocaddo uma determinada quantidade de água em cada um dos agregados e fragmentos de rocha. Dessa maneira estabeleceram-se avaliações e discussões a cerca da temática. Para avaliar o grau de compreensão foi aplicado também um jogo com perguntas onde os alunos deveriam responder verdadeiro ou falso no sentido de quantificar as habilidades e competências desenvolvidas acerca do tema.

Biografia do Autor

Cibele Stefanno Saldanha, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Geociências

Tuane Telles Rodrigues, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Geociências

Rodrigo Pontes, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Geociências

Letícia Ramires, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Geociências

Referências

BRASIL. Secretaria de Educação Média e Tecnológica Parâmetros curriculares nacionais: ensino fundamental. Brasília: MEC/SEMTEC, 2001.

CONTI, José Bueno. Epistemologia, Métodos e Técnicas em Geografia/Climatologia In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 7., 1997, Curitiba. Anais... Paraná: Universidade Federal do Paraná, 1997. p. 20-23.

FRASSON, V. R.; WERLANG, M.K. Ensino de solos na pespectiva da educação ambiental: contribuições da ciência geográfica. Revista Geografia Ensino & Pesquisa, Santa Maria, v. 1 4, n. 1, p. 94- 99, 2010.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática docente. 36. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HILLEL, D. Fundamentals of soil physics. New York: Academic, 1980. 413 p

MARQUES, R.D.; WERLANG, M.K. Precipitação e perda de sedimentos na encosta Itagiba, zona norte de Santa Maria - RS. Revista Ciência e Natura, Santa Maria, v. 35 n. 1 jul. 2013, p. 001-009.

MARQUES, J. D. de O. Horizontes pedogenéticos e sua relação com camadas hidráulicas do solo. 2000. 86 f. Dissertação (Mestrado) Escola Superior de Agricultura de Luiz de Queiroz, Piracicaba, 2000.

MUGLLER, C. C.; SOBRINHO, F. A.; MACHADO, V. A. Educação em solos: princípios, teoria e métodos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, n. 4, v. 30, Julho – agosto. 2006.

PIAGET, Jean. Para onde vai a educação? Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1974.

REICHARDT, K. Porque estudar os solos? Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 1988, Campinas. Anais de congresso em CD-ROM.

TOGNON, A. A. Propriedades físico-hídricas do Latossolo Roxo da região de Guairá-SP sob diferentes sistemas de cultivo. 1991. 85 f. Dissertação (Mestrado) Escola Superior de Agricultura de Luiz de Queiroz, Piracicaba, 1991.

PONTUSCHKA, N. N.; PAGANELLI, T. I.. NÚRIA, H. C. Para ensinar e aprender Geografia. São Paulo: Cortez, 2007.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Temas Gerais