Levantamento dos principais aspectos da geodiversidade do município de Maceió, estado de Alagoas, nordeste do Brasil

Autores

  • Thiago Cavalcanti Lins Silva Universidade Federal de Alagoas
  • Bruno Ferreira Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1978

Palavras-chave:

Patrimônio Natural. Geodiversidade. Maceió. Alagoas

Resumo

A geodiversidade é uma terminologia bastante recente, podendo ainda, causar uma certa estranheza ao ser empregada, pois se trata de um termo recente, tendo sua origem nos anos de 1990. Nesse contexto, diversos são os estudos que vem tratando do tema, a natureza abiótica das paisagens, englobando a dinâmica espacial dos processos em que está inserida. Sabendo que esses elementos estão intimamente ligados ao cotidiano das populações, o presente estudo teve como objetivo, apresentar os principais aspectos da geodiversidade no município de Maceió, no estado de Alagoas. Foram identificados e descritos quatro conjuntos do patrimônio natural do Município, os arrecifes, cordões arenosos litorâneos, sistemas lagunares costeiros e as paleofalésias, correlacionando-se esses elementos com uma série de valores que podem ser atribuídos a geodiversidade. O presente estudo, no entanto, não representa um produto finalizado, mas uma primeira aproximação dos estudos sobre geodiversidade com o contexto espacial da cidade de Maceió.

Biografia do Autor

Thiago Cavalcanti Lins Silva, Universidade Federal de Alagoas

Instituto de Geografia, Desenvolvimento e Meio Ambiente – IGDEMA/ Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Bruno Ferreira, Universidade Federal de Alagoas

Instituto de Geografia, Desenvolvimento e Meio Ambiente – IGDEMA/ Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Referências

BRILHA, J. Património Geológico e Geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. Braga, Palimage Editores, 183p, 2005.

CHRISTOFOLETTI, A.; Geomorfologia. São Paulo, editora blucher, 1980.

CPRM – Serviço Geológico do Brasil. Mapa geodiversidade do Brasil. Brasília: CPRM, 68 p., 2006.

GRAY, M. Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. New York: John Woley e Sons, 434p, 2004.

LIMA, R. C. A.; COUTINHO, P. N. Evolução da Linha de Costa a Médio e Curto Prazo Associada ao Grau de Desenvolvimento Urbano e aos Aspectos Geoambientais na Planície Costeira de Maceió-Alagoas. Tese de doutorado apresentado ao programa de pós graduação em geociência da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, 2004.

RITZ, P. H. Conheça o destino. Disponível em: http://www.ritzpraia.com.br/conheca-o-destino. Acesso em: 05/03/2017.

SECRETARIA DE TURISMO DE ALAGOAS. Belezas Naturais. Disponível em: http://www.maceio.al.gov.br/turismo/belezas-naturais. Acesso em: 05/03/2017.

SHARPLES, C. Concepts and Principles of Geoconservation. 2002. Documento em PDF disponibilizado na Tansania Parks e Wildlife. Service Website. Disponível em: http://parks.tas.gov.au/geo/conprindefine.html. Acesso em: 28 de fevereiro de 2017.

STANLEY, M. Geodiversity. Heritage, n.14, p. 15-18, 2000.

TEIXEIRA, R. L.; HÉLIO, S. S.; Abundância de macrocrustáceos decápodas nas áreas rasas do complexo lagunar Mundaú/Manguaba, AL. Revista Brasileira de Biologia, vol.58 N.3, 1998.

VASCONCELOS, D. A. L.; ARAUJO, L. M.; RAMOS, S. P. Evolução histórica do destino turístico Maceió-Alagoas-Brasil: de antecedentes à atual situação. Revista Iberoamericana de Turismo, v. 6, p. 139-164, 2016.

VEIGA A.T.C. A geodiversidade e o uso dos recursos naturais da Amazônia. Terra das Águas. Brasília: NEAz/UnB, n.1, p. 88-102, 1999.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geodiversidade, Geoarqueologia e Patrimônio Natural