Avaliação da periculosidade da costa rochosa do município do Rio de Janeiro: contribuição para os planos de segurança e prevenção de acidentes

Autores

  • Filipe Lima Campos Guimarães Miguel Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1980

Palavras-chave:

Costa rochosa. Ondas. Periculosidade.

Resumo

Estudos sobre costas rochosas são de grande valia na elaboração de planos de segurança. A maioria dos acidentes nessas localidades costeiras é ocasionada pelo movimento de subida e descida das ondas nas superfícies rochosas, conhecido como lavagem, que acaba arrastando os usuários para o mar. Diante disso, o presente estudo busca, através de parâmetros geomorfológicos e oceanográficos, avaliar o grau de periculosidade de locais da costa rochosa do município do Rio de Janeiro utilizados para lazer. As faixas de atuação das ondas funcionaram como indicador dos alcances máximos atingidos pelas lavagens nos locais avaliados. A orientação frente às ondulações e a rugosidade de suas superfícies também serviram para avaliar o perigo oferecido. Os locais tiveram seu grau de periculosidade classificado como baixo, moderado, elevado e muito elevado. Espera-se que os resultados encontrados possam servir no auxílio de medidas preventivas e na redução de acidentes na costa rochosa do município.

Biografia do Autor

Filipe Lima Campos Guimarães Miguel, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia – Instituto de Geociências - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),

Referências

CPRM. Mapa Geológico na escala 1:100.000 .Folha Baía de Guanabara.SF23-Z-B-IV, 2009.

FARIA, A.P. Dinâmica dos Costões e Falésias Cristalinas do Estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Geomorfologia. Vol 17 (3), 2016.

KENNEDY, D.M.; SHERKER, S.; BRIGHTON, B. and WEIR, A., WOODROFFE, C.D. Rocky coast hazards and public safety: moving beyond the beach in coastal risk management. Ocean and Coastal Management 82, 2013, pp. 85 - 94.

PEREIRA, N.E.S. & KLUMB, L.A. Analysis of the influence of ENSO phenomena on wave climate on the central coastal zone of Rio de Janeiro (Brazil). Revista de Gestão Costeira Integrada – Journal of Integrated Coastal Zone Management. 15(3):353-370, 2015.

PIANCA, C; MAZINNI, P.L.F. and SIEGLE, E. Brazilian offshore wave climate based on NWW3 reanalysis. Brazilian Journal of Oceanography, 58 (1), 2010, p. 53-70.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Dinâmica e Gestão de Zonas Costeiras