Perfil esquemático das fitofisionomias ecológicas do extremo sul do estado de Santa Catarina

Autores

  • Weslley Luan Soares Universidade do Estado de Santa Catarina
  • João Paulo Oliveira da Rosa Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Hariany Cargnin Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Jairo Valdati Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2022

Palavras-chave:

Perfil fitofisionomico. Mata Atlântica. Remanescentes. Extremo sul de Santa Catarina

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar, através de descrição, juntamente com a ilustração por meio de um perfil fitofisionômico, as formações vegetais da região do Extremo Sul do Estado de Santa Catarina. Para isso foram utilizadas bibliografias especializadas, a ferramenta “Interpolate line” do ArcMap 10.1 para a geração de um perfil topográfico e expedições in loco.  A partir deste trabalho, ressalta-se a importância do perfil fitofisionômico como instrumento na representação da vegetação, principalmente em áreas com diferenças topográficas acentuadas, bem como instrumento para estudos de preservação de remanescentes vegetais e como método didático para o ensino das diferentes formações vegetais.

Biografia do Autor

Weslley Luan Soares, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Geografia/FAED

João Paulo Oliveira da Rosa, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Geografia/FAED

Hariany Cargnin, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Geografia/FAED

Jairo Valdati, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Geografia/FAED

Referências

FURLAN, S. A. Técnicas de Biogeografia. In: VENTURE, L. A. B. (Org.). Geografia: práticas de campo, laboratório e sala de aula. São Paulo: Editora Sarandi, 2011. Cap. 6. p. 136-170.

IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. 2ª ed. Rio de Janeiro, 2012.

KLEIN, R.M. 1978. Mapa fitogeográfico do Estado de Santa Catarina. Flora Ilustrada Catarinense, Itajaí, 24 p.

KOEHLER, A.. Floresta Ombrófila Densa Altomontana: Aspectos Florísticos e Estruturais do Componente Arbóreo em Diferentes Trechos da Serra do Mar, PR. 2001. 89 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Florestal, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2001. Disponível em: <http://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/25192/D - KOEHLER, ALEXANDRE.pdf;jsessionid=EB15C05E64A56B2CFA4F60A8878F25D6?sequence=1>. Acesso em: 09 mar. 2017.

SEVEGNANI, L.; LAPS, R. R.; SCHROEDER, E. A Vertente Atlântica. In: SEVEGNANI, Lucia; SCHROEDER, Edson (Org.). Biodiversidade Catarinense: Características, Potencialidades, Ameaças. Blumenau: Edifurb, 2013. Cap. 5. p. 93-133. Disponível em: <http://ciram.epagri.sc.gov.br/ciram_arquivos/arquivos/iff/livros/biodiversidade.pdf>. Acesso em: 09 mar. 2017.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Biogeografia, Manejo de Áreas Naturais e Protegidas: Conservação da Biodiversidade