Definição de critérios para delimitação de morros categorizados como sítios de relevante interesse paisagístico e ambiental no município do Rio de Janeiro

Autores

  • Edinaly dos Santos Freire Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2061

Palavras-chave:

Plano Diretor. Sítios de relevante interesse paisagístico e ambiental. Morros. Delimitação. Resolução CONAMA 303

Resumo

O Plano Diretor da cidade do Rio de Janeiro (LEI COMPLEMENTAR n° 111/2011) instituiu os Sítios de Relevante Interesse Paisagístico e Ambiental. Estes, que são listados no referido documento, apresentam entre as formações a serem protegidas alguns morros. Baseando-se na Resolução CONAMA 303, desse modo, busca-se definir os critérios mais adequados para delimitação das bases de cada uma dessas formações e sugerir o procedimento prático a ser executado. Para tal, foi realizada uma interpretação de atos legais, levantamento bibliográfico e, análise espacial de Ortofotos Digitais e curvas de nível. Gerou-se como produto, portanto, duas tabelas: uma contendo os critérios e procedimentos a serem adotados para delimitação das bases e outra discriminando os morros e os respectivos critérios definidos; e, um conjunto de mapas com a espacialização dos dados da segunda tabela.

Biografia do Autor

Edinaly dos Santos Freire, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DGF/IGEOG

Referências

BRASIL. Lei Complementar n° 16, de 04 de abril de 1992: Dispõe sobre a política urbana do município, institui o Plano Diretor Decenal da Cidade do Rio de Janeiro, e da outras providências. Rio de Janeiro: Prefeitura do município do Rio de Janeiro.

BRASIL. Lei Complementar n° 111, de 01 de fevereiro de 2011: Dispõe sobre a Política Urbana e Ambiental do Município, institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Sustentável do Município do Rio de Janeiro e dá outras providências. Rio de Janeiro: Prefeitura do município do Rio de Janeiro.

BRASIL. Lei n° 12.651, de 25 de maio de 2012: Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa; altera as Leis nos 6.938, de 31 de agosto de 1981, 9.393, de 19 de dezembro de 1996, e 11.428, de 22 de dezembro de 2006; revoga as Leis nos 4.771, de 15 de setembro de 1965, e 7.754, de 14 de abril de 1989, e a Medida Provisória no 2.166-67, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF (2012).

BRASIL. Resolução CONAMA n° 303, de 20 de março de 2002. Dispões sobre parâmetros, definições e limites de Áreas de Preservação Permanente. Diário Oficial da União.

CORTIZO, S. Topo de Morro na Resolução CONAMA n°303. 05 de agosto de 2007. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/processos/FBF21C00/topo1.pdf. Acesso em: Jan. 2017.

COSTA, T. C. C.; SOUZA, M.G.; BRITES, R. S. Delimitação e caracterização de áreas de preservação permanente, por meio de um sistema de informações geográficas (SIG). ln: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 8. 1996, Salvador. Anais ... São José dos Campos: INPE. Artigos p. 121-127.

OLIVEIRA, G. C.; FILHO, E. I. F. Metodologia para delimitação de APPs em topos de morros segundo o novo Código Florestal brasileiro utilizando sistemas de informação geográfica. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO

REMOTO, 16. 2013, Foz do Iguaçu. Anais... São José dos Campos: INPE. Artigos p. 4443-4450.

VARJABEDIAN, Roberto; MECHI, Andréa. As APPS DE TOPO DE MORRO E A LEI 12.651/12. In: 14º CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA DE ENGENHARIA E AMBIENTAL. Disponível em: http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/projeto_florestar/Florestar/material-apoio/As_APPs_de_Topo_de_Morro_e_a_Lei_12651-12.pdf. Acesso em: Jan. 2017.

VICTORIA, D. C.; HOTT, M. C.; MIRANDA, E. E.; OSHIRO, O. T. Delimitação de áreas de preservação permanente em topos de morros para o território brasileiro. Rev Geogr. Acadêmica v.2 D.2 (víii.2008) p. 66-72.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental