Análise das características termo higrométricas de transectos móveis noturnos em episódios de inverno em Maringá-PR

Autores

  • Cíntia Minaki Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2099

Palavras-chave:

Ilha de calor noturna. Temperatura do ar. Umidade relativa do ar. Transecto móvel. Maringá-PR

Resumo

As ilhas de calor consistem em áreas que se distinguem pelo contraste de temperatura e umidade relativa do ar do seu entorno. Tendo em vista o sistema urbano de Maringá, buscou-se analisar se as modificações ocorridas neste município paranaense de porte populacional médio, propiciam a formação da ilha de calor noturna. Utilizou-se a metodologia do transecto móvel para o registro térmico e higrométrico, em dez episódios representativos do inverno de 2016. A extensão do transecto caracterizou-se pelo uso da terra diferenciado, e aspectos de superfície e densidade de edificações e de vegetação variadas. Obteve-se diferença térmica de até 6,4°C e higrométrica máxima de 27%, sob condições sinóticas estáveis. Sob influência de sistemas polares, parte do percurso localizada na zona 28, com altitude menor que a das outras áreas, variando entre 473 a 488 m, registrou valores extremos menores para a temperatura e maiores para a umidade relativa do ar.

Biografia do Autor

Cíntia Minaki, Universidade Estadual de Maringá

Professora do Departamento de Geografia da Universidade Estadual de Maringá

Referências

AIKAWA, Masahide; TAKATOSHI HIRAKI, Jiro Eiho. Evaluation methodology of monthly highest and lowest air temperatures in heat island phenomenon survey. Atmospheric Science Letters, v. 9, n. 4, p. 222-225, out-dez. 2008. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/asl.192/abstr act>. Acesso em: 21 jun. 2013.

ALCOFORADO, Maria João; ANDRADE, Henrique. Nocturnal urban heat island in Lisbon (Portugal): main features and modelling attempts. Theoretical and applied climatology, n. 84, p. 151-160, 2006.

AMORIM, Margarete Cristiane de Costa Trindade; SANT’ANNA NETO, João Lima; DUBREUIL, Vincent. Estrutura térmica identificada por transectos móveis e canal termal do Landsat 7 em cidade tropical. Revista de Geografia Norte Grande, Santiago: Pontificia Universidad Católica del Chile, n. 43, p. 65-80, set. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.cl>. Acesso em: 5 nov. 2009.

BHERING, Silvio Barge; SANTOS, Humberto Gonçalves dos (Ed.). Mapa de solos do Estado do Paraná: legenda atualizada. Rio de Janeiro: Embrapa Florestas: Embrapa solos: Instituto Agronômico do Paraná, 2008. 74 p.

BOVO, Marcos Clair; AMORIM, Margarete Cristiane de Costa Trindade. A cidade verde, imagens e discursos: o caso de Maringá (PR), Brasil. Ra’e Ga, Curitiba, v. 26, p. 100-127, 2012. Disponível em: <http://revistas.ufpr.br/raega/article/view/30152/19461>. Acesso em: 15 jan. 2017.

BRANDÃO, Ana Maria de Paiva Macedo. O clima urbano na cidade do Rio de Janeiro. 1996. 362 f. Tese (Doutorado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

CARRERAS, Carles; MARÍN, Mercedes; MARTÍN-VIDE, Javier; MORENO, Maria del Carmen; SABÍ, Joan. Modificaciones térmicas en las ciudades. Avance sobre la isla de calor en Barcelona. Document’s D’análisi Geográfica, n. 17, p. 51-77, 1990. Disponível em: < http://www.raco.cat/index.php/DocumentsAnalisi/article/viewFile/41509/52336>. Acesso em 14 fev. 2017.

CENTRO de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC)/ Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Análise sinótica. Disponível em: <http://www.cptec.inpe.br/noticias/noticia/129058>. Acesso em: 7 dez. 2016.

______. Banco de dados de imagens da Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais (DSA). Disponível em: <http://satelite.cptec.inpe.br/acervo/goes.formulario.logic>. Acesso em: 7 dez. 2016.

FIALHO, Edson Soares. Ilha de calor em cidade de pequeno porte: caso de Viçosa, na zona da mata mineira. 2009. 259 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, jul. 2009. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-22022010-154045/pt-br.php>. Acesso em: 23 jun. 2015.

FRASCA TEIXEIRA, Danielle Cardozo; AMORIM, Margarete Cristiane de Costa Trindade. Perfil térmico noturno de cidade pequena no ambiente tropical em episódios de inverno. Ra’e Ga, Curitiba, v. 36, p. 208-228, abr. 2016. Disponível em: < http://revistas.ufpr.br/raega/article/view/42290/28001>. Acesso em: 2 fev. 2017.

GARTLAND, Lisa. Ilhas de calor: como mitigar zonas de calor em áreas urbanas. Tradução: Silvia Helena Gonçalves. São Paulo: Oficina de Textos, 2010. 248 p.

INSTITUTO Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censos demográficos. Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php#canais>. Acesso em: 7 dez. 2016.

MENDONÇA, Francisco de Assis. O clima e o planejamento urbano de cidade de porte médio e pequeno: proposição metodológica para estudo e aplicação à cidade de Londrina, PR. 1994. 332 f. Tese (Doutorado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

MINAKI, Cíntia; AMORIM, Margarete Cristiane de Costa Trindade. Clima urbano em Guararapes/SP: episódios de verão e de inverno. Geografia, Rio Claro-SP, v. 32, p. 295-318, 2008.

MONTEIRO, Carlos Augusto de Figueiredo. Teoria e Clima Urbano. São Paulo: IGEOG/USP, 1976. 181 p. (Séries Teses e Monografias, 25).

OKE, Timothy R. City size and urban heat island. Atmospheric environment, New York, v. 7, n. 8, p. 769-779, 1973.

PITTON, Sandra Elisa Contri. As cidades como indicadores de alterações térmicas. 1997. 272 f. Tese (Doutorado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

PRATS, José Maria Cuadrat; VICENTE-SERRANO, Sérgio M.; SÁNCHEZ, Miguel Anjel Saz. Los efectos de la urbanización en el clima de Zaragoza (España): la islã de calor y sus factores condicionantes. Boletín de la A.G.E., n. 40, p. 311-327, 2005.

SANTOS, Jeater Waldemar Maciel Correa. O clima urbano de Maringá: ensaio metodológico para cidades de porte médio e pequeno. 1996. 172 f. Dissertação (Mestrado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SEZERINO, Maria Lurdes; MONTEIRO, Carlos Augusto de Figueiredo. O campo térmico na cidade de Florianópolis: primeiros experimentos. Geosul, ano V, n. 9, p. 20-60, 1° semestre 1990.

SILVEIRA, Leonor Marcon da. Análise rítmica dos tipos de tempo no Norte do Paraná, aplicada ao clima local de Maringá-PR. 2003. 505 f. Tese (Doutorado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2003.

SOUSA, Ana Maria Rodrigues Monteiro de. O clima urbano do Porto: Contribuição para a definição das estratégias de planeamento e ordenamento do território. 1993. 436 f. Tese (Doutorado em Geografia Física) - Universidade do Porto, FLUP, Porto.

TAVARES, Renato. O clima local de Sorocaba (SP): tendências e análise comparativa cidade-campo. 1997, 205 f. Dissertação (Mestrado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

ZAMPARONI, Cleusa Aparecida Gonçalves Pereira. Ilha de calor em Barra de Bugres e Tangará da Serra-MT: uma contribuição ao estudo do clima urbano em cidades de pequeno porte em área tropical. 1995. 99 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades