Feições morfológicas no baixo curso do Rio Sepotuba entre a Fazenda Porto do Campo e a Fazenda Ajusta Conta, sudoeste de Mato-Grosso

Autores

  • Vanilda Soares Prudêncio Universidade Estadual do Mato Grosso
  • Célia Alves Souza Universidade Estadual do Mato Grosso
  • Evanil Rocha Universidade Estadual do Mato Grosso
  • Carolina da Costa Tavares Universidade Estadual do Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2109

Palavras-chave:

Ambientes Fluviais. Planície de Inundação. Ação Antrópica

Resumo

A pesquisa foi desenvolvida no baixo curso do Rio Sepotuba. O estudo teve como objetivo identificar as alterações no uso do solo e nas características morfológicas no baixo curso do rio Sepotuba entre a Fazenda Porto do Campo e a Fazenda Ajusta Conta. Realizou pesquisas bibliográficas para suporte teórico-conceitual do estudo e mapeamento com uso de imagem de satélite e as ferramentas do software ArcGis 9.3.Os dados referente as alterações espaço-temporal entre 1986 a 2016, mostraram que houve diminuição das áreas preservadas e aumento da atividade antrópica. Registrou aumento e diminuição na dimensão das lagoas, surgimento e desaparecimento de outras  lagoas.

Biografia do Autor

Vanilda Soares Prudêncio, Universidade Estadual do Mato Grosso

Departamento de Geografia; Universidade Estadual do Mato Grosso

Célia Alves Souza, Universidade Estadual do Mato Grosso

Departamento de Geografia; Universidade Estadual do Mato Grosso

Evanil Rocha, Universidade Estadual do Mato Grosso

Departamento de Geografia; Universidade Estadual do Mato Grosso

Carolina da Costa Tavares, Universidade Estadual do Mato Grosso

Departamento de Geografia; Universidade Estadual do Mato Grosso

Referências

CHRISTOFOLETTI,A. Geomorfologia. 2. Ed. São Paulo: Edgar. BLUCHLER.188pp. 1980.

CUNHA, S. B. Bacias hidrográficas. In: CUNHA, S. B.; GUERRA, A. J. T. (Orgs.). Geomorfologia do Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 1998. p. 229 – 265.

FLORENZANO,T,G; Geomorfologia: conceito e tecnologias atuais/ Teresa Gallotti Florenzano, (org.). – Oficina de texto 2008.

LIMA,T. SILVA,C. SOUZA,C. LEANDRO,G. Feições, Morfologia e Sedimentação de fundo e suspensão do Rio Paraguai no pantanal de Cáceres- Mato Grosso, no trecho entre a Baía do Ponto Certo á Foz do Corrego Jacobina..Revista Geonorte. V.10, n.1, p.391-396, 2014.

SERIGATTO, E, M. Delimitação Automatica das Areas de Preservação Permanente e Indentificação dos Conflitos de Uso do Terra na Bacia Hidrografica do Rio Sepotuba. 2006. 205f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) – Universidade Federal De Viçosa, Minas Gerais, 2006.

SOUZA, C. A.; CUNHA, S. B. Feições morfológicas do rio Paraguai e sua dinâmica entre a cidade de Cáceres e a Estação Ecológica da Ilha de Taiamã-MT. In: SOUZA, C. A. (Org.). Bacia hidrográfica do rio Paraguai – MT: dinâmica das águas, uso, ocupação e degradação ambiental. São Carlos-SP: ed. Cubo, 2012. p. 81 – 94.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão