Morfometria das unidades de drenagem do médio curso do rio Anil, Ilha do Maranhão

Autores

  • Thaine Oliveira Rodrigues Universidade Estadual do Maranhão
  • Gilberlene Serra Lisboa Universidade Estadual do Maranhão
  • Quesia Duarte Silva Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2123

Palavras-chave:

Morfometria. Unidades de drenagem. Médio curso do Anil

Resumo

O presente artigo objetiva aplicar a morfometria nas unidades de drenagem do médio curso da bacia hidrográfica do Anil, que possui uma área de 16,03 km², o médio curso foi subdividido em 8 (oito) unidades que melhor possibilitam a aplicação dos cálculos morfométricos. Utilizando parâmetros como densidade de drenagem, índice de circularidade, Fator de forma, coeficiente de manutenção e índice de sinuosidade, e a partir do resultado das equações e posterior análise estatística obter quais unidades de drenagem possuem sujeição às inundações e enxurradas na área de estudo, e compreender como a análise favorece na compreensão das unidades para melhor gestão do ambiente.

Biografia do Autor

Thaine Oliveira Rodrigues, Universidade Estadual do Maranhão

Departamento de Geografia. Universidade Estadual do Maranhão

Gilberlene Serra Lisboa, Universidade Estadual do Maranhão

Departamento de Geografia. Universidade Estadual do Maranhão

Quesia Duarte Silva, Universidade Estadual do Maranhão

Departamento de Geografia. Universidade Estadual do Maranhão

Referências

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. São Paulo: Edgard Blucher, 1980.

DURY, H. G. Tidal Stream Action and Valley Meanders. Geographical Research, 1969.

GRANELL-PÉREZ, M. D. C. Trabalhando geografia com as cartas topográficas. Ijuí/RS: Editora Unijuí, 2001.

LINDNER, E. A.; GOMIG, K.; KOBIYAMA, M. Sensoriamento remoto aplicado à caracterização morfométrica e classificação do uso do solo na bacia do rio Peixe/SC.Anais do XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. Florianópolis, 21-26 abr. 2007.

MULLER, G. Methods in Sedimentary Petrology. New York: Stuttgart, 1953.

MACHADO, P. J. de O.; TORRES, F. T. P. Introdução à hidrogeografia. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

SCHUMM, S. A. Meander wavelength of aluvial rivers. Science, v. 157, 1956.

SILVA, Q. D. Mapeamento geomorfológico da Ilha do Maranhão/ Tese de Doutorado. Presidente Prudente- Universidade Estadual de São Paulo, 2012.

VILLELA, S. M.; MATTOS. A Hidrologia aplicada. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1975.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão