Dinâmica hidrossedimentológica fluvial na bacia e em sub-bacia do rio Cascavel com diferentes tipos de uso do solo em Guarapuava/PR

Autores

  • Edivaldo Geffer Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Jéssica Borodiak Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Tatiane Wouk Universidade Estadual do Centro Oeste

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2133

Palavras-chave:

Sedimentos. Hidrogeografia. Cobertura do solo

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a dinâmica da Concentração de Sedimento em Suspensão, durante eventos de chuva, na Bacia Hidrográfica do Rio Cascavel e em sub-bacias com diferentes tipos de uso de solo predominante, utilizando-se de Amostradores de Nível Ascendente. Em linhas gerais os Amostradores de Nível Ascendente instalados nas sub-bacias com uso do solo predominantemente urbano coletaram amostras em quantidade maiores de sedimentos em suspensão do que o amostrador instalado na Sub-bacia Hidrográfica do Monjolo com uso do solo predominantemente rural, indicando a ocorrência de um rápido pico de cheia nos cursos fluvias, em razão da taxa de impermeabilização do solo, e consequente diminuição do volume de água infiltrado no solo. Em contrapartida, a Sub-bacia Hidrográfica do Monjolo na área rural possui certa influência da cobertura do solo na infiltração das águas e na dinâmica hidrológica.

Biografia do Autor

Edivaldo Geffer, Universidade Estadual do Centro Oeste

Universidade Estadual do Centro Oeste

Jéssica Borodiak, Universidade Estadual do Centro Oeste

Universidade Estadual do Centro Oeste

Tatiane Wouk, Universidade Estadual do Centro Oeste

Universidade Estadual do Centro Oeste

Referências

BELLINASO, T. B. Monitoramento hidrossedimentométrico e avaliação da produção de sedimentos em eventos chuvosos em uma pequena bacia hidrográfica urbana de encosta. 2002. 300 f. Dissertação (Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil) – Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, da Universidade Federal de Santa Maria – RS.

KOBIYAMA, M.; GOERL, R. F. Identificação dos riscos. Revista Emergência, Novo Hamburgo, 2011, ed. 25, p.48-52. Disponível em: <http://www.labhidro.ufsc.br/Artigos/Ed25_Arti...pdf> Acesso em 22 março. 2016.

PERETTO, G. T. Estradas rurais sem pavimentação como elemento de conectividade na transferência de sedimento e água em cabeceiras de drenagens em Guarapuava – PR. 2014. 72 f. Dissertação de mestrado, Unicentro, Guarapuava, 2014.

VESTENA, L. R. Água: conceitos e procedimentos metodológicos à Educação Ambiental. In: VESTENA, C. L. B.; SOUZA, F. M. Educação Ambiental em foco. São Carlos: Pedro & João Editores, 2016. 111-147, 2016.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão