Ocorrência de malária no ramal do km 12, área rural do município de Lábrea – Amazonas

Autores

  • Jhemerson Fernandes Paes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Déborah Pereira Linhares Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Joiada Moreira da Silva Linhares Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Tácila Letícia Martins Linhares Universidade Federal de Rondônia

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2135

Palavras-chave:

Malária. Habitação. Área rural. Lábrea

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a ocorrência de malária na comunidade Palheiral (ramal do Km 12), área rural do município de Lábrea – AM, visto que apesar de a malária ser considerada uma doença parasitária de distribuição global, na Amazônia, especialmente no Amazonas, o seu vetor encontra as condições ambientais ideais para sua proliferação. A proposta metodológica se desenvolveu a partir da análise e seleção do material bibliográfico pertinente ao tema e da análise de dados do SIVEP. A ocorrência da malária variou nos anos de 2014 até 2016, ao que se atribui ao as intervenções preventivas da secretaria de saúde no ano 2015. Com este é possível inferir que a abordagem dos problemas ou questões de saúde relacionadas ao ambiente e as características dos locais onde vivem grupos populacionais é fundamental para a compreensão das condições de saúde da população, especialmente da malária na Amazônia. 

Biografia do Autor

Jhemerson Fernandes Paes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Acadêmico de Biomedicina, Centro Universitário do Norte - UNINORTE

Déborah Pereira Linhares Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Técnica Administrativa em Educação, Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM, campus Lábrea

Joiada Moreira da Silva Linhares, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Docente EBTT, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM, campus Lábrea, e Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente da Universidade Federal de Rondônia - PGDRA / UNIR

Tácila Letícia Martins Linhares, Universidade Federal de Rondônia

Dicente do Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio em Administração, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM, campus Lábrea

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Ações de controle da malária: manual para profissionais de saúde na atenção básica. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2006.

CASTRO, M. C. & SINGER, B. H. Meio ambiente e saúde: metodologia para análise espacial da ocorrência de malária em projetos de assentamento. R. bras. Est. Pop., São Paulo, v. 24, n. 2, p. 247-262, 2007.

PONTES, J. S.; BORGES, U. N.; PONTES, M. L. F.; LIMA, E. R. V. Espaço, saúde e ambiente: Uma análise espacial da comunidade Santa Clara por meios de técnicas de geoprocessamento. Cadernos do Logepa, V. 2, 116-126, 2003.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Bacias Hidrográficas e Recursos Hídricos: Análise, Planejamento e Gestão