Análise da dinâmica do uso e cobertura da terra no município de Paço do Lumiar, São Luís (MA)

Autores

  • Janilci Serra Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Richarde Marques da Silva Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2199

Palavras-chave:

Geoprocessamento. Índice de vegetação. Uso da terra

Resumo

O processo de urbanização das cidades tem intensificado as alterações do uso e cobertura da terra, que ocasionam diversos impactos ambientais. O objetivo deste estudo foi detectar as alterações do uso e cobertura da terra no município de Paço do Lumiar (MA), para o período de 1988 a 2014. Para tanto, foram utilizadas duas imagens de satélite, sendo uma imagem TM/Landsat 5 de 02 de agosto de 1988 e uma imagem do sensor OLI/Landsat 8 do dia 27 de setembro de 2014, ambas da órbita 220 e ponto 62. As imagens foram classificadas usando o classificador de máxima verossimilhança (MAXVER), do software Spring 5.2.7. Os usos e coberturas da terra identificadas em ambas as imagens foram: (a) urbano, (b) vegetação arbórea/arbustiva, (c) vegetação arbustiva/herbácea, (d) mangue e (e) água. Para analisar as mudanças no uso do solo foi aplicado o índice de vegetação IVDN (Índice de Vegetação por Diferença Normalizada). Os resultados possibilitaram detectar intensa alteração do uso e cobertura da terra no município de Paço do Lumiar. As principais alterações foram observadas nas áreas com presença de vegetação arbórea e área urbana, onde nota-se que houve significativa redução da cobertura vegetal, em contrapartida, as áreas antropizada e com solo exposto cresceram.

Biografia do Autor

Janilci Serra Silva, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Geografia/UNICAMP.

Richarde Marques da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Professor do Departamento de Geociências/UFPB.

Referências

CORDEIRO, E. C; DINIZ, J. Região Metropolitana da Grande São Luís: Sua(s) Constituição(ões) e atuais dilemas para gestão intergovernamental. Ciências Humanas em Revista, v.7, n.2, São Luis/MA, 2009.

GILABERT, M. A.; GONZÁLEZ-PIQUERAS, J.; GARCÍA HARO, J. Acerca de los índices de vegetación. Revista de Teledetección, v. 8, n. 1, p. 1 - 10 1997.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. SIDRA - Sistema IBGE de recuperação automática. Disponível em: <http://www.sidra.ibge.gov.br> Acesso em 20/12/2015.

MASULLO, Y. A. G. Uso e ocupação do solo e alterações climáticas na ilha do Maranhão. Revista Geonorte, v. 2, n. 5, p. 663-674, 2012.

PONZONI, F. J.; SHIMABUKURO, Y. E. Sensoriamento Remoto no Estudo da Vegetação. São José dos Campos: Parêntese, 2007.

SANTOS, J. H. S. dos. Análise por geoprocessamento da ocupação na franja costeira ao norte da cidade de São Luís – MA. Rio de Janeiro: IGEO/PPGG/UFRJ, 1996. 149 p. (Dissertação de Mestrado).

USGS (UNITED STATES GEOLOGICAL SURVEY). What are the best spectral bands to use for my study? Disponível em:< http://landsat.usgs.gov/best_spectral_bands_to_use.php>. Acesso em: 19 setembro de 2015.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física