Considerações sobre mapeamento bibliométrico de artigos científicos internacionais sobre “uso do solo urbano”

Autores

  • Fabíola Magalhães Andrade Universidade de São Paulo
  • Alfredo Pereira de Queiroz Filho Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2203

Palavras-chave:

Uso do solo urbano. Mapeamento. Artigo. Publicações

Resumo

O mapeamento bibliométrico permite verificar a estrutura e a dinâmica dos diversos campos de pesquisa disponíveis, representando as conexões intelectuais entre os artigos científicos. Para avaliar a ocorrência do termo “uso do solo urbano” em artigos internacionais de língua inglesa foram utilizados a plataforma digital “Web of Science” (WOS) e o programa VOSviewer. Dos 1.286 artigos selecionados, de 1952 a 2016, observou-se que: o número de documentos publicados sobre o tema apresentou considerável aumento a partir do ano de 2000; os principais periódicos citados foram “Landscape and Urban Planning” e “Remote Sensing of Environment”; a palavra chave mais utilizada foi “urbanização” e o autor mais citado foi Robert Blair, com o artigo “Land use and avian species diversity along an urban gradient”, publicado em 1996. 

Biografia do Autor

Fabíola Magalhães Andrade, Universidade de São Paulo

 

Acadêmica de Doutorado - Departamento de Geografia/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

Alfredo Pereira de Queiroz Filho, Universidade de São Paulo

Departamento de Geografia /Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

Referências

ASSELEN, S. V; VERBURG, P. H. A Land System representation for global assessments and land-use modeling. Global Change Biology. v. 18, 2012, p. 3125–3148.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011, 229 p.

COBO, M. J; HERRERA, L; H., V; HERRERA, F. Science Mapping Software Tools: Review, Analysis, and Cooperative Study Among Tools. Journal of The American Society for Information Science and Technology, v. 62, n.7, 2011, p.1382–1402.

DEÁK, C. Rent theory and the price of urban land: spatial organization in a capitalist economy. PhD Thesis, Cambridge, 1985.

ECK, N. J. V. Methodological Advances in Bibliometric Mapping of Science. Rotterdam, Holanda: Erasmos University, 2011.

ECK, N. J. V.; WALTMAN, L; NOYONS, E.C.M; BUTER, RK. Automatic term identification for bibliometric mapping. Scientometrics, v.82, n.3, 2010, p.581–596.

GRÁCIO, M. C. C. Acoplamento bibliográfico e análise de cocitação: revisão teórico-conceitual. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 21, n. 47, p. 82-99, set. 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2016v21n47p82>. Acesso em: Fev. 2017.

LAMBIN, E. F., et al. The causes of land-use and land-cover change: moving beyond the myths. Global Environmental Change 11, 2001, p. 261–269.

LI, L., et., A bibliometric and visual analysis of global geo-ontology research. Computers & Geosciences, Vol. 99, 2017, p. 1–8. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0098300416305659> Acesso em: Fev. 2017.

SMALL, H. Update on Science Mapping: Creating Large Document Spaces. Scientometrics, v.38, n.2, p. 275-293, 1997.

SETO, K. C; FRAGKIAS, M. Quantifying spatiotemporal patterns of urban land-use change in four cities of China with time series landscape metrics. Landscape Ecology, v. 20, 2005, p.871–888.

TURNER, B.L., et al. The emergence of land change science for global environmental change and sustainability. Proceedings of the National Academy of Sciences USA 104, 2007, p. 20666–20671.

ZHUANG, Y., et al., Global remote sensing research trends during 1991–2010: a bibliometric analysis. Scientometrics, v. 96, n. 1, 2013, p. 203-219.

WANG, H; HEA, Q; LIUB, X; ZHUANGA, Y; HONGA, S. Global urbanization research from 1991 to 2009: A systematic research review. Landscape and Urban Planning. 104, 2012, p. 299-309.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física