Variação dos Índices de Vegetação da Caatinga no alto curso da bacia hidrográfica do Rio Taperoá

Autores

  • Lucas Suassuna de Albuquerque Wanderley Universidade Federal de Pernambuco
  • Ranyére Silva Nóbrega Universidade Federal de Pernambuco
  • Elvis Berg Moreira Universidade do Oeste da Bahia
  • Joselma de Araújo Lucena Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2207

Palavras-chave:

variabilidade ambiental. Caatinga. Índices de vegetação

Resumo

A variação sazonal de biomassa no ambiente semiárido do Nordeste Brasileiro, relacionada à variabilidade pluviométrica, proporciona distintos níveis de equilíbrio nos sistemas ambientais. Tal flutuabilidade de massa e energia nso ecossistemas e a variação da cobertura vegetal resultante afetam a intensidade dos processos modeladores da paisagem e impacta as atividades humanas. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo investigar a variação dos índices de vegetação no alto curso da Bacia Hidrográfica do Rio Taperoá no intuito de fornecer informações aplicáveis ao planejamento do uso da terra no ambiente das Caatingas.Para esse propósito foram calculados os índices de vegetação da diferença normalizada (NDVI), vegetação ajustada ao solo (SAVI) e área foliar (IAF) para os meses de maio e junho de 2016, a fim de detectar mudanças nesses índices resultantes de variação na disponibilidade hídrica. Como análise complementar foram associados os índices gerados a partir das imagens de satélite Landsat 8 aos aspectos da paisagem, com diferentes usos e coberturas da terra, registrados em fotografias. Os resultados demonstraram variações temporais expressivas dos índices biofísicos, com a mudança da disponibilidade hídrica do ambiente, e variações espaciais resultantes da cobertura e uso da terra. Esses resultados reforçam a importância de análises sazonais dos índices biofísicos gerados por sensoriamento remoto em ambientes de Caatingas, bem como enfatizam a consideração da dinâmica hidroclimática e a necessidade dos estudos de campo nas análises ambientais. 

Biografia do Autor

Lucas Suassuna de Albuquerque Wanderley, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia/PPGEO, Universidade Federal de Pernambuco UFPE.

Ranyére Silva Nóbrega, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Meteorologia, professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia/PPGEO, Universidade Federal de Pernambuco UFPE.

Elvis Berg Moreira, Universidade do Oeste da Bahia

Doutor em Geografia, professor da Universidade do Oeste da Bahia UFOB.

Joselma de Araújo Lucena, Universidade Federal de Pernambuco

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia/PPGEO, Universidade Federal de Pernambuco UFPE.

Referências

ALBUQUERQUE, E. M.; et al. Análise do comportamento do NDVI e NDWI sob diferentes intensidades pluviométricas no município de Sousa-PB. Revista Estudos Geoambientais, Rio Tinto, n. 01, v. 01; Jan-Abr, 2014. Allen, R. G.; et al., 2002. Sebal - surface energy balance algorithms for land. Advance training and users manual – Idaho implementation. Moscow: Idaho Department of Water Resources.

CHRISTOFOLETTI, A. Modelagem de sistemas ambientais. Edgard Blucher: São Paulo, 1999.

FERREIRA, J.M.S.; FERREIRA, H. S.; SILVA, H.A.; SANTOS, A. M.; GALVÍNCIO, J.D. Análise espaço-temporal da dinâmica da vegetação da caatinga no município de Petrolina –PE. Revista Brasileira de Geografia Física. V.4, p.904-922. (2012).

HUETE, A. R. Adjusting vegetation indices for soil influences. International Agrophysics. vl.4, p.367-376. (1988).

LANDIM, P. M. B. Introdução aos métodos de estimação espacial para confecção de mapas. Rio Claro: UNESP, 2000. 20 p.

HUXMAN, T. E.; SMITH, M. D.; FAY, P. A; KNAPP, A. K.; SHAW, R.; LOIK, M. E.; SMITH, S. D.; TISSUE, D. T.; ZAK, J. C.; WELTZIN, J. F.; POCKMAN, W. T.;SALA, O. E.; HADDAD, B. M.; HARTE, J.; KOCH, G. W.; SCHWINNING, S.; SMALL, E. E.; WILLIAMS, D. G. Convergence across biomes to a common rain-use efficiency. Nature. v. 429, n. 6992, p. 651-654 (2004).

RÊGO, S. C. A.; et al. Análise comparativa dos índices de vegetação NDVI e SAVI no município de São Domingos do Cariri–PB. Revista Geonorte, Edição Especial, v.2, n.4, p.1217 – 1229. (2012).

RIBEIRO, S.C.; MARÇAL, M.S.; CORREA, A.C.B. Geomorfologia de áreas semiáridas: uma contribuição ao estudo dos Sertões Nordestinos. Revista de Geografia. Recife-UFPE. V.27, p.120-137. (2010).

RIBEIRO, E.P.; NÓBREGA, R.S.; MOTA FILHO, F.O.; MOREIRA, E.B. Parâmetros biofísicos na detecção de mudanças ambientais na Bacia Hidrográfica do Rio Pajeú. Revista de Geografia, Recife-UFPE. V. 32, p.221-246. (2015).

ROUSE, J.W.; HAAS, R.H.; SCHELL, J.A.; DEERING, D.W. Monitoring vegetation systems in the great plains with ERTS. Earth Resources Tecnology Satellite. v.1, p. 309-317. (1973).

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física