Extração automática de rede de drenagem gerada a partir de dados obtidos por Perfilamento A Laser

Autores

  • Marvin de Almeida Correa Universidade Federal Fluminense
  • Cristiane Nunes Francisco Universidade Federal Fluminense
  • Leticia da Cunha Mose Ferreira Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2212

Palavras-chave:

Extração automática de drenagem. LIDAR. Modelos digitais de terreno

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo avaliar a extração automática de drenagem gerada a partir de dados obtidos por perfilamento a laser, na Bacia Hidrográfica do Rio Jacaré, localizada no município de Niterói, RJ. Para tanto foram extraídas automaticamente redes de drenagem com limiares distintos a partir de MDTs gerado por perfilamento a laser e por curvas de nível provenientes do mapeamento 1:25.000 do IBGE. Os experimentos executados demonstraram que os dados obtidos por perfilamento a laser apresentaram melhores resultados na extração automática da drenagem, especialmente nas regiões planas, no que se refere ao nível de detalhe do traçado das linhas de drenagem. Verificou-se também que limiares menores de fluxo acumulado geram redes de drenagem mais densas, com canais mais extensos e com quantidade de pequenos canais de primeira ordem. Contudo, em alguns casos, os canais não atingem o topo das cabeceiras, como em redes delineadas por fotointérpretes a partir da interpretação visual.

Biografia do Autor

Marvin de Almeida Correa, Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense.

Cristiane Nunes Francisco, Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense.

Leticia da Cunha Mose Ferreira, Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense.

Referências

ANDRADES FILHO, C.O.A.; ZANI, H.; GRADELLA, F.S. Compatibilidade da rede de drenagem obtida através de dados SRTM, ASTER e carta topográfica DSG: estudo de caso no Pantanal de Aquidauana. In: Anais 2º Simpósio de Geotecnologias no Pantanal, Corumbá, 7-11 novembro 2009, Embrapa Informática Agropecuária/INPE, p.51-61.

BEIRÃO, C.C.B. O potencial do laser scanner terrestre para o Inventário do patrimônio arquitetônico. Dissertação de Mestrado. UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil. Florianópolis, 2011.

BRIESE, C.; PFEIFER, N. Airborne Laser Scanning and Derivation of Digital Terrain Models. In Grün/Kahmen (Eds.): Optical 3-D Measurement Techniques. Institut für Photogrammetrie und Fernerkundung – I.P.F. Vienna. 2001.

COUTINHO, H.J.S.; PETRY, A.; CARDOSO, F.C. Avaliação da utilização de técnicas de estereoscopia para apresentação de conceitos de geometria descritiva. Graphica Curitiba, Paraná, Brasil 2007.

DSG. Especificação Técnica para a Aquisição de Dados Geoespaciais Vetoriais. Diretoria de Serviço Geográfico do Exército Brasileiro, 2a Edição, 2011.

ESRI, Enviromental Systems Research Institute. ArcGIS Pro tool reference. Disponível em: <http://pro.arcgis.com/en/pro-app/tool-reference/main/arcgis-pro-tool-reference.htm>. Acesso em: fevereiro de 2017.

FRANCISCO, C.N.; ROSAS, R.O.; CORREA, M.A; FARIAS, O.G. Diagnóstico Socioambiental e Socioeconômico: Caracterização Fisiográfica da Bacia Hidrográfica do Jacaré. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2016.

GALVANIN, E.A.S; POZ, A.P.D. Sistema de Varredura a Laser: Características, Processamento e Metodos de Interpolacão de dados. In: Anais do CNMAC v.2. 1984.

HORTON, R. Erosional development of streams and their drainage basins: hydrophysical approach to quantitative morphology. Geological Society of America Bulletin, 1945, v.56, pp. 275-370. Disponível em: <http://www.geos.ed.ac.uk/homes/s0451705/horton_1945.pdf>. Acesso em: fevereiro de 2017.

IBGE. Catálogo de Metadados Geográficos. Projeto RJ-25. 2017. Disponível em: <http://www.metadados.geo.ibge.gov.br/geonetwork_ibge/srv/por/main.home>. Acesso em: fevereiro de 2017.

JENSEN, J. R. Sensoriamento Remoto do Ambiente: uma perspectiva em recursos terrestres. São José dos Campos. 2009. 598 p.

LOHMANN, P.; KOCH, A.; SCHAEFFER, M. Approaches to the filtering of LASER scanner data. The International Archives of Photogrammetry and Remote Sensing, Amsterdam, 2000, v. 33 (B3).

MENDES, B.; CIRILO, A. Geoprocessamento em recursos hídricos: princípios, integração e aplicação. Porto Alegre: ABRH. 2001. 536p.

NASCIMENTO JÚNIOR, J. O., SCHULER, C. A. B., CAVALCANTE, R. B. S. Sistema Laser Scanner. In: Simpósio Regional de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto, 3., 2006, Aracaju. Anais eletrônicos. Universidade Federal de Pernambuco, 2006.

PEEL, M. C; FINLAYSON, B. L; MCMAHON, T. A. Updated world map of the Koppen-Geiger climate classification. Hydrology and Earth System Sciences Discussions, European Geosciences Union, 2007, 11 (5), pp.1633-1644.

PEREIRA, V.F.; FRANCISCO, C. N.. Mapeamento da rede de drenagem por extração automática: avaliação de algoritmos. In: Congresso Brasileiro de Geoprocessamento, 2013, Rio de Janeiro. Congresso Brasileiro de Geoprocessamento, 2013.

SANTOS, L.C.S.; FRANCISCO, C. N.. Avaliação dos Modelos Digitais de Elevação aplicados à extração automática de redes de drenagem. In: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011, Curitiba. XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. São Jose dos Campos: INPE, 2011.

SHIMALESKY, V. Avaliação da qualidade da informação altimétrica derivada da varredura a LASER em uma região coberta por vegetação: um estudo de caso. Dissertação de Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas - Universidade Federal do Paraná. Curitiba – Paraná, 2007.

TOPOCART. Relatório Técnico Final Levantamento Aerofotogramétrico e Perfilamento a Laser Niterói – RJ. Brasília: Topocart. 2014.

VALERIANO, C. M. et al. Geologia e Recursos Minerais da Folha Baía de Guanabara SF.23-Z-B-IV, estado do Rio de Janeiro escala 1:100.000. Belo Horizonte: CPRM, 2012.

WEHR, A.; LOHR, U. Airborne laser scanning—an introduction and overview. ISPRS Journal of Photogrammetry & Remote Sensing, v. 54, p. 68–82, 1999.

WACK, R.; WIMMER, A. Digital Terrain Models from Airborne LASER Scanner Data – A grid Approach. International Archives of Photogrammetry. Remote Sensing, 2002, v. 34 (B3), pp. 293-296.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física