Influência da resolução espacial de modelos digitais de terreno sobre estimativas de insolação anual em uma área de topografia acidentada na Serra do Cipó (MG)

Autores

  • Julio de Araújo Alves Universidade Estadual Paulista
  • Rafaela Soares Niemann Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Annia Susin Streher Universidade Estadual Paulista
  • Thiago Sanna Freire Silva Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2221

Palavras-chave:

Simulação de radiação. Veículo aéreo não tripulado. Drone. Microtopografia. Processos ecossistêmicos

Resumo

A heterogeneidade temporal e espacial da insolação sobre a superfície terrestre determina a dinâmica de uma série de processos ecossistêmicos, como fotossíntese e ciclagem hidrológica. A obtenção de estimativas da insolação anual a partir de modelos digitais de terreno é uma alternativa eficiente ao monitoramento in situ. Atualmente, modelos de elevação com altíssima resolução espacial podem ser gerados a partir de imageamento por veículos aéreos não tripulados, com baixo custo, abrindo novas possibilidades para o estudo dos processos ambientais. O presente estudo avaliou como o uso de modelos digitais de terreno em diferentes resoluções espaciais pode influenciar a variação espacial das estimativas de insolação anual, em uma região de relevo acidentado. Esta metodologia é importante para se compreender a variação espacial dos processos ecossistêmicos em escala local, em áreas de topografia complexa. 

Biografia do Autor

Julio de Araújo Alves, Universidade Estadual Paulista

Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro.

Rafaela Soares Niemann, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro.

Annia Susin Streher, Universidade Estadual Paulista

Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Rio Claro.

Thiago Sanna Freire Silva, Universidade Estadual Paulista

Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro.

Referências

ARNOLD, N.; REES, G.. Effects of digital elevation model spatial resolution on distributed calculations of solar radiation loading on a High Artic glacier. Journal of Glaciology, v.55, n.194, 2009.

CHAPIN, F.S.; MATSON, P.A.; MOONEY, H.A. Principles of terrestrial ecosystem ecology. New York: Springer, 2002.

CRUZAN, M.B.; WEINSTEIN, B.G.; GRASTY; M.R.; KOHRM, B.F.; HENDRICKSON, E.C.; ARREDONDO, T.M.; THOMPSON, P.G. Small unmanned aerial vehicles (micro-UAVs, drones) in plant ecology. Applications in Plant Sciences, n.4, 2016.

FU, P.; RICH, P.M. Design and implementation of the Solar Analyst: an ArcView extension for modeling solar radiation at landscape scales. Proceedings of the Nineteenth Annual ESRI User Conference, 1999.

GIULIETTI, A.M.; MENEZES, N.L.; PIRANI, J.R.; WANDERLEY, M.G.L. Flora da Serra do Cipó, Minas Gerais: caracterização e lista das espécies. Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo, v.9, 1987.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Manual de pedologia. Rio de Janeiro: IBGE, 2007.

MITASOVA, H.; MITAS, L.; HARMON, R. S. Simultaneous spline approximation and topographic analysis for lidar elevation data in open-source GIS. IEEE Geoscience and Remote Sensing Letters, v. 2, n. 4, p. 375–379, 2005.

NASA Jet Propulsion Laboratory (JPL), NASA Shuttle Radar Topography Mission United States 1 arc second. Version 3. 6oS, 69oW. NASA EOSDIS Land Processes DAAC, USGS Earth Resources Observation and Science (EROS) Center, Sioux Falls, South Dakota (https://lpdaac.usgs.gov), 2013.

NETELER, M.; MITASOVA, H. Open Source GIS. Boston, MA: Springer US, 2008. v. 2

NIEMANN, R.S.; SILVA,, T.S.F.; GROHMANN, C.H.; CANCIAN, L.F.; MORELLATO, L.P.C.; LONGHITANO, G.A. Extração de Modelo Digital de Terreno a partir de nuvem de pontos obtida por Veículo Aéreo Não-Tripulado. XI Simpósio Nacional de Geomorfologia – SINAGEO, Maringá 2016.

PEREIRA, E.B.; MARTINS, F.R.; ABREU, S.L.; RÜTHER, R. Atlas brasileiro de energia solar. São José do Campos: INPE, 2006.

RABUS, B.; EINEDER, M.; ROTH, R.; BAMLER, R. The Shuttle Radar Topography Mission—a new class of digital elevation models acquired by spaceborne radar. ISPRS Journal of Photogrammetry & Remote Sensing, v.57, p.241-262., 2003.

RICH, P.M.; DUBAYAH, R.; HETRICK, W.A.; SAVING, S.C. Using viewshed models to calculate intercepted solar radiation: applications in ecology. American Society for Photogrammetry and Remote Sensing Technical Papers, 1994.

HIJMANS, R, J,; raster: Geographic Data Analysis and Modeling. R package version 2.5-8. https://CRAN.R-project.org/package=raster, 2016.

SOBREIRO, J.F.F.; SILVA, T.S.F.; STREHER, A.S. Avaliação multi-escala do regime de precipitação da Cadeia do Espinhaço Meridional (Brasil). Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Anais..., 2015.

TOVAR-PESCADOR, J.; POZO-VÁZQUEZ, D.; RUIZ-ARIAS, J.A.; BATLLES, J.; LÓPEZ, G.; BOSCH, J.L. On the use of the digital elevation model to estimate the solar radiation in areas of complex topography. Meteorological Applications, n.13, 2006.

VALENTE, E.L. Relações solo-vegetação no Parque Nacional da Serra do Cipó, Espinhaço Meridional, Minas Gerais. Tese (doutorado) - Universidade Federal de Viçosa, MG, 2009.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física