Caracterização fisiográfica de bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Meio

Autores

  • Renilson Pinto da Silva Ramos Universidade de Pernambuco
  • Rodolfo Alexandre da Silva Gomes de Deus Universidade de Pernambuco
  • Fernando da Silva Alexandre Universidade de Pernambuco
  • Daniel Dantas Moreira Gomes Universidade de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2230

Palavras-chave:

Sensoriamento remoto. Geoprocessamento. Bacia hidrográfica

Resumo

Este artigo tem como objetivo a análise da bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Meio, as análises feitas neste trabalho foram, a análise morfométrica, e descrição sobre alguns elementos da Geologia. Para que se faça um banco de dados no futuro para formular um melhor planejamento para a gestão da área alvo deste estudo. E primeiro lugar foi levantada uma bibliografia, artigos e livros foram consultados para dar um melhor aporte teórico para o trabalho. O trabalho utilizou os dados que podem ser acessados nos sites do USGS e TOPODATA, a delimitação e a análise morfométrica foram utilizados dados da missão SRTM, e para fazer a descrição da Geologia, duas cenas do sensor OLI / Landsat 8 foi utilizada, o processamento foi realizado no software da empresa ESRI, ArcGIS 10.3.1.

Biografia do Autor

Renilson Pinto da Silva Ramos, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco - UPE.

Rodolfo Alexandre da Silva Gomes de Deus, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco - UPE.

Fernando da Silva Alexandre, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco - UPE.

Daniel Dantas Moreira Gomes, Universidade de Pernambuco

Universidade de Pernambuco - UPE.

Referências

BATISTELLA, Matheus, CRISCUOLO, Cristina. BOLFE, Édson Luis. Satélites de recursos naturais como suporte à gestão ambiental. Geoinformação e Monitoramento Ambiental na América Latina. Senac Editora. 2008. p. 21- 52.

BATISTELLA, Matheus. MORAN, Emílio F. Geoinformação e ambiente trazendo a ciência espacial para a Terra. Geoinformação e Monitoramento Ambiental na América Latina. Senac Editora. 2008. p. 9- 20.

BRASIL, Lei 9. 433 de 8 de Janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. Diário Oficial da União, Brasília, DF (1997). Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9433.htm>. Acesso em: maio de 2015.

CHRISTOFOLETTI, Antonio. Geomorfologia. Sao Paulo: Edgard Blücher, 1980, 2. ed.

CORREIA, Marcelo Metri, KER, João Carlos, BARRÓN, Vidal, FONTES, Maurício Paulo Ferreira, TORRENT, José, CURI, Nilton. Caracterização de Óxidos de ferro de Solos do Ambiente Tabuleiros Costeiros. R. Bras. Ci. Solo, 32:1017-1031, 2008.

GOMES, D. D. M. Análise e compartimentação morfométrica da Bacia Hidrográfica do Rio Mundaú. Revista de Geologia- UFC. Fortaleza/ Ceará, 2014

MIRANDA, Mateus de Paula, PONTES, Marcos Paulo, MORAIS, Pedro Ângelo Silva de, UCHOA, Elenilton Bezerra, DUARTE, Cynthia Romariz, SOUTO, Michael, Vandesteen Silva. Emprego de Técnicas de Processamento Digital em Imagens Landsat 8 Para Mapeamento Geológico. Revista Geologia, Vol. 29, nº 1, 71 – 80, 2016.

ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. Geomorfologia-Ambiente e planejamento. Editora contexto, 1991.

TORRES, Fillipe Tamiozzo Pereira, NETO, Roberto Marques, MENEZES, Sebastão de Oliveira. Introdução à hidrogeografia. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física