Cartografia da paisagem e uso de imagens orbitais na interpretação geomorfológica

Autores

  • Jhony Gonçalves Lima Universidade Federal do Piauí
  • Felipe Henrique da Silva Andrade Universidade Estadual do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2242

Palavras-chave:

Paisagem. Declividade. Cartografia da paisagem. Imagens orbitais

Resumo

A presente pesquisa tem como objetivo verificar a aplicabilidade de imagens orbitais nos estudos da paisagem destacando os aspectos geomorfológicos no município de Matões/MA. Para tanto se procedeu com revisão bibliográfica, de campo e pesquisa de gabinete para aquisição de imagens de satelite. Os resultados apontaram que a aplicação dos metodos computacionais, apresentou resultados satisfatórios, revelando que 47% do total da area de estudo possui declividade <2%, 18% da area possui declividade entre 2-5%, 14% possui declividade entre 5-10%, 9% do total da área possui declividade entre 10-15% e 12% aprentou declividade entre 15-45%, percebendo-se que as vertentes com <2% predominam na area de estudo. Deste modo o emprego de imagens de satélite mostrou-se adequado para a identificação e caracterização de paisagens, permitindo a classificação da declividade na área em estudo.

Biografia do Autor

Jhony Gonçalves Lima, Universidade Federal do Piauí

Universidade Federal do Piauí.

Felipe Henrique da Silva Andrade, Universidade Estadual do Piauí

Universidade Estadual do Piauí.

Referências

CAVALCANTI, L. C. S. Cartografia de paisagens: fundamentos. São Paulo: Oficina de textos, 2014.

GUERRA, A.T.; GUERRA, A.J.T. Novo dicionário Geológico-Geomorfológico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997. 652 p.

MARANHÃO. Plano Territorial de desenvolvimento Sustentável. Território Cocais. São Luís: COOSPAT, 2010.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física