Mapeamento da suscetibilidade a movimentos de massa no município de Belo Horizonte (MG) a partir da aplicação de análise multicritério

Autores

  • Dayane Caroline Freitas Carvalho Universidade Federal de Minas Gerais
  • Cassio Dornas Universidade Federal de Minas Gerais
  • Giovana Benvenuto Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2249

Palavras-chave:

Movimentos de massa. Mapeamento. Multicritério

Resumo

Os movimentos de massa estão entre os fenômenos naturais que mais provocam desastres naturais em encostas de climas tropicais úmidos. Diante disso, esta pesquisa objetivou desenvolver um mapeamento que indique a suscetibilidade aos movimentos de massa do município de Belo Horizonte (MG). Para tal, a metodologia consistiu em análises multicritério, onde foram atribuídos pesos as variáveis escolhidas de forma ponderada e, posteriormente, com a álgebra de mapas, realizou-se o cruzamento das variáveis e a geração de um mapa como produto.Como resultado foi elaborado o mapa de suscetibilidade a movimentos de massa, com áreas de baixa e alta suscetibilidade. Dados de ocorrência do fenômeno (2012-2016) foram adquiridos com a Defesa Civil de Belo Horizonte e quando plotados sobre o mapa concordaram de maneira eficaz sobre as áreas com alta suscetibilidade. Desta maneira, o produto gerado pode servir de base de dados para estudos mais detalhados e tomadas de decisão futuras.

Biografia do Autor

Dayane Caroline Freitas Carvalho, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Mestrado em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais, Universidade Federal de Minas Gerais.

Cassio Dornas, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Bacharelado em Geografia, Universidade Federal de Minas Gerais.

Giovana Benvenuto, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Bacharelado em Ciências Socioambientais, Universidade Federal de Minas Gerais.

Referências

GUIMARÃES, F. R. Um novo olhar sobre o objeto da pesquisa em face da abordagem interdisciplinar. In: FERNANDES, A.; GUIMARÃES, F. R.; BRASILEIRO, M. E. (Org.). O fio que une a pedras: a pesquisa interdisciplinar na pós-graduação.São Paulo: Biruta, 2000. p.13-25.

PARIZZI, M. SOBREIRA. F. GALVÃO T. ARANHA. P. ELMIRO. M. BEIRIGO. E. Processos de movimentos de massa em Belo Horizonte, MG. Revistas Geografias. Belo Horizonte, 2011.

VARGAS. L. Suscetibilidade a movimentos de massa; um estudo geomorfológico na sub-bacia hidrográfica no Rio Vacacaímirim a montante da barragem do dnos, Santa Maria/RS.2015. 132p. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria . Rio Grande do Sul.

WICANDER, R.; JAMES, M. Fundamentos de geologia.Instituto de Geoinformação e Tecnologia - IGETEC.Infraestrutura de Dados Espaciais de Minas Gerais - IEDE. Disponível em:<http://www.iga.mg.gov.br/IEDE>Acesso em 10/01/2017.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Belo Horizonte. 2010. Disponível em: <http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=310620>Acesso em 08/01/2017.

BELO HORIZONTE (município). Prefeitura de Belo Horizonte. Estatísticas e Indicadores - Aspectos físicos Disponível em: <http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=estatisticaseindicadores&lang=pt_BR&pg=7742&tax=20465> Acesso em 10/01/2017.

BELO HORIZONTE (município). Gabinete Militar do Governador e Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. Ocorrência dos movimentos de massa no município de Belo Horizonte 2012 a 2016. Belo Horizonte. 2016.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física