Pedogênese em uma vertente do planalto de Diamantina-MG: morfologia dos solos e análises químicas do Complexo Sortivo como indicadores dos processos pedogenéticos

Autores

  • José Alves Ferreira Neto Universidade Presidente Antonio Carlos
  • Bruna Fernandes Soares Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Guilherme Taitson Bueno Universidade Federal de Goiás
  • Nádia Regina do Nascimento Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2320

Palavras-chave:

Pedogênese. Análise química. Planalto de Diamantina-MG

Resumo

O propósito deste trabalho é discutir a pedogênese de uma vertente representativa dos topos do Planalto de Diamantina - MG visando contribuir para o conhecimento dos solos dos platôs da Serra do Espinhaço Meridional, ainda escassos. Foram utilizados dados de morfologia e análises químicas (pH, CTC, Saturação por bases e MO) dos solos. Nove trincheiras foram abertas ao longo da vertente e 77 amostras de solos foram coletadas. As análises químicas do complexo sortivo foram realizadas no Laboratório de Análise de Solos da Universidade Federal de Viçosa. Os resultados indicam que: i) os solos na vertente são ácidos e apresentam baixa fertilidade, ii) a CTC está diretamente correlacionada à presença da MO e iii) o processo de laterização domina na alta/média vertente (TR1-TR6) enquanto que na baixa vertente verifica-se gleização e a podzolização em ambiente hidromórfico.

Biografia do Autor

José Alves Ferreira Neto, Universidade Presidente Antonio Carlos

Professor Ms.dos cursos de Engenharia de Minas e Civil da Universidade Presidente Antonio Carlos - UNIPAC Lafaiete

Bruna Fernandes Soares, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutoranda - bolsista FAPEMIG no programa de Pós-Graduação em Geografia – Tratamento da Informação Espacial, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Guilherme Taitson Bueno, Universidade Federal de Goiás

Professor Dr. do Instituto de Estudos Socioambientais (IESA), Universidade Federal de Goiás (UFG)

Nádia Regina do Nascimento, Universidade Estadual Paulista

Professora Dra - IGCE/UNESP - Rio Claro

Referências

BOULET, R. Análise Estrutural da cobertura pedológica e cartografia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO SOLO, 21, 1988, Campinas. Anais do XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Solo. Campinas: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1988. p. 79-90.

BUENO, G. T. Empobrecimento e podzolização de solos lateríticos da Bacia do Rio Negro e gênese dos podzóis na Alta Bacia Amazônica. 2009. 157f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro.

CURI,N.; KAMPF, N. Caracterização do solo. In: Ker, J. C. et al. Pedologia, fundamentos. Viçosa-MG : SBCS, 2012.

DEFELIPO, B. V.; RIBEIRO, A. C. Análise química do solo (metodologia). 2. ed. Viçosa: Ed. Universidade Federal de Viçosa, 1997. 26p. (Boletim de extensão 29).

DICK, D. P.; NOVOTNY, E. H.; DIECKNOW, J.; BAYER, C. Química e matéria orgânica do solo. In: Melo, V. F, ALLEONI, L. R. F. Química e mineralogia do solo, V.2. Viçosa-MG : SBCS, 2009, p. 1-67.

DUCHAUFOUR, P. Précis de Pédologie. 3.ed. Paris: Masson et Cie Éditeurs, 1970. 438p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1999. 370p.

FERREIRA NETO, J. A. Mineralogia e gênese dos solos de uma vertente do Planalto de Diamantina - MG – Parque Estadual do Biribiri – Serra do Espinhaço - MG. (Dissertação de mestrado). PUC Minas. Programa de Pós Graduação em Geografia: Tratamento da Informação Espacial. Belo Horizonte, 2012.

FRAGA, L. Caracterização hidrográfica, qualidade das águas e limnologia: 2004. In: Plano de Manejo do Parque Estadual do Biribiri, 2004.

FRITSCH, E.; BALAN, E.; NASCIMENTO, N. R. do; ALLARD, T.; BARDY, M.; BUENO, G.T.; DERENNE, S.; MELFI, A. J.; CALAS, G. Deciphering the weathering processes using environmental mineralogy and geochemistry: towards an integrated model of laterite and podzol genesis in the Upper Amazon Basin. Comptes Rendus Geoscience, v. 343, p. 188-198, 2011.

FRITSCH, E.; HERBILLON, A. J; JEANROY, E.; PILLON, P.; BARRES, O. Variations minéralogiques et structurales accompagnant le passage "sols rouges- sols jaunes" dans un bassin versant caractéristique de la zone de contact forèt-savage de l'Afrique occidentale(Booro-Borotou, Cotêd'Ivoire). Sci. Geol. Bull., v. 42, n. 2, p. 65-89, 1989.

ISSS WORKING GROUP RB. DECKERS, J. A.; NACHTERGAELE, F. O; SPAARGAREN, O. C (Eds). World reference base for soil resources: introduction., ISRIC - FAO - ISSS - Acco, 1998.

MICHELON, C. R. Evolução de sistemas de solos lateríticos e podzolizado: inferências sobre a forma atual da Vertente – Bacia do Alto Rio Preto – MG. 2011. 115 f. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro.

MINAS GERAIS. Plano de Manejo do Parque Estadual do Biribiri. V.1: Curitiba (PR): Secretaria de Estado de Meio Ambiente e desenvolvimento Sustentável (SEMAD), Instituto Estadual de Florestas (IEF), 2004. 160p. (Encarte 2).

REIS NETO, J. M. Planos de Manejo dos Parques Estaduais do Pico do Itambé, do Biribiri e do Rio Preto. In: Plano de Manejo do Parque Estadual do Biribiri, 2004.

RESENDE, M. et al. Pedologia: base para a distinção de ambientes. 4. ed. Viçosa – MG: NEPUT, 2002. 338 p.

RONQUIM, C. C. Conceitos de fertilidade do solo e manejo adequado para as regiões tropicais. Campinas-SP : Embrapa Monitoramento por Satélite, 2010.

ROSOLEN, V.; HERPIN, U.; MELFI, A. J. Expansão dos solos hidromórficos na paisagem do sudoeste da bacia amazônica brasileira: mudanças texturais e de porosidade do solo. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 7, n.20, p. 69-78, fev. 2007. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15478/8761>. Acesso em: 03 jun. 2012.

SCHAEFER, C. E. R; KER, J.C; GILKES, R. J.; CAMPOS, J.C.; COSTA, L. M.; SAADI, A. . Pedogenesis on the uplands of the Diamantina Plateau, Minas Gerais, Brazil: a chemical and micropedological study. Geoderma, v. 107, p. 243-269, jun. 2002. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/journal/00167061/107/3-4>. Acesso: 12 dez. 2010.

SANTOS, R. D., LEMOS, R. C.; SANTOS, H. G.; KER, J. C.; ANJOS, L. H.C. Manual de descrições e coleta de solo no campo. 5 ed. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2005. 100p.

SAUER, D; SPONAGEL, H; SOMMER, M.; GIANI, L. JAHN, R.; STAHR, K. Review article podzol: soil of the year 2007 – a review on its Genesis, occurrence and functions. Journal of Plant Nutrition and Soil Science, v. 170, p. 581-597, outubro de 2007. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/jpln.200700135/abstract>. Acesso em 03/02/2012.

SOARES, B. F. Dinâmica dos elementos químicos e os processos de gênese e evolução dos solos de uma vertente do Planalto de Diamantina – Parque Estadual do Biribiri, Diamantina/MG. 2013, 188f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Programa de Pós Graduação em Geografia – Tratamento da Informação Espacial, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 27 de setembro de 2013.

TARDY, Y. Pétrologie des Latérites et des Sols Tropicaux. Paris: Masson, 1993. p. 439-451.

VIDAL-TORRADO, P.; LEPSCH, I. F.; CASTRO, S. S.; COOPER, M. Pedogênese em uma sequência latossolo-podzólico na borda de um platô na Depressão Periférica Paulista. Revista Brasileira de Ciências do solo, Viçosa, v.23, n.3, p. 909-921, 1999. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issues&pid=0100-0683&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 27 mar. 2013.

VIEIRA, L. S. Manual da Ciência do Solo com ênfase aos solos tropicais. São Paulo: Editora Agronômica Ceres, 1988. p. 293 – 310.

VIZIER, J. F. Étude des phénomènes d’hydromorfie dans les sols des régions tropicales a saisons constrastées. Dynamique du fer et différenciation des profils. 1983. 294f. Tese (Doutorado) – ORSTOM, Paris.

WALKEY, A.; BLACK, I. A. An examination of the Degtjareff method for determining soil organic matter and a proposed modification of the cromic acids titration method. Soil Science, v. 37, p. 29-38, 1934.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Solos e Paisagens