Monitoramento dos processos hidroerosivos superficiais e análises físico-químicas do topo do solo em corte de encosta

Autores

  • Yolanda Tavares Molinaro Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Diego Janoti Suarez Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Leonardo dos Santos Pereira Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Antonio José Teixeira Guerra Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2321

Palavras-chave:

Escoamento superficial. Erosão. Degradação dos solos

Resumo

O presente estudo aborda a relação entre os totais pluviométricos observados no ano de 2016 e o processo de escoamento superficial, por meio do monitoramento de uma estação experimental. Isso se faz importante, pois a área de estudo está inserida em corte de encosta, promovendo alteração e desequilíbrio do comportamento hídrico e desencadeando processos erosivos, e danos ao meio ambiente. A área de estudo está inserida na sub-bacia hidrográfica do rio Maranduba, em Ubatuba/ São Paulo, onde se tem observado o crescente processo de urbanização e ocupação de encostas. A pesquisa teve como objetivo quantificar os totais de perda de solo e água superficialmente e relacionar essas respectivas perdas com a ação da chuva na área de estudo, além de demonstrar através de análises físico-químicas o processo de degradação da mesma.

Biografia do Autor

Yolanda Tavares Molinaro, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia/ IGEO, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Diego Janoti Suarez, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia/ IGEO, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Leonardo dos Santos Pereira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia/ IGEO, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Antonio José Teixeira Guerra, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia/ IGEO, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Referências

BUZATO, E. Avaliação de impactos ambientais no município de Ubatuba: uma proposta a partir dos geoindicadores. Tese (doutorado) – Universidade de São Paulo, 2012.

FANTIN, T.Y. Cobertura vegetal e erosão em entressulcos sob pastagem irrigada em Uberaba – MG. Tese (doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2012.

FERNANDES, J. Percepção ambiental: as transformações no cotidiano de caiçaras de Ubatuba – SP na década de 1960 e na primeira década do século XXI. Dissertação (mestrado) - Universidade de Taubaté, Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, 2009.

FULLEN, M. A. e CATT, J. A. (2004). Soil Management – problems and solutions. Oxford: Oxford University Press. 2004.

GUERRA, A.J.T e JORGE, M. Mapping hazard risk. Geography Review, v.22, n.3, p.11-13. 2009.

GUERRA, ANTONIO JOSÉ TEIXEIRA. Processos Erosivos nas Encostas. In: Geomorfologia - Exercícios, Técnicas e Aplicações. Orgs. S.B. Cunha e A.J.T. Guerra. Ed. Bertrand Brasil, 2.ed. p. 139-155. Rio de Janeiro/ RJ, 2002.

JORGE, M. C. O. Degradação dos solos no litoral norte paulista. In: Guerra, A. J. T. & Jorge, M. C. O. (Orgs.). Degradação dos solos no Brasil. Ed. Bertrand Brasil. 1º edição, 2014.

LIU, M-Y.; CHANG, Q-R.; QI, Y-B.; LIU, J.; CHEN, T. Aggregation and soil organic carbon fractions under different land uses on the tableland of the Loess Plateau of China. Catena 115 (2014) 19–28.

MALAVOLTA, E. - ABC da Adubação. Editora Agronômica CERES Ltda. São Paulo (SP), 1979.

MORGAN, R.P.C. Soil Erosion and Conservation. England: Blackwell, 2005.

PELLEGATTI, Cesar Henrique Gonçalves; GALVANI, Emerson. Avaliação da precipitação na Serra do Mar–SP em eventos de diferentes intensidade e duração. GEOUSP: Espaço e Tempo (Online), n. 27, p. 147-158, 2010.

PEREIRA, L. S. Análises físico-químicas de solos com distintas coberturas vegetais e processos hidroerosivos em área degradada na bacia do rio Maranduba - Ubatuba, São Paulo. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Geociências, Rio de Janeiro, 2015.

RODRIGUES, A.M. Diagnóstico da Degradação do Solo de Taludes de Corte na Bacia Hidrográfica do Rio Maranduba – Ubatuba/SP. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2016.

SILVA, A.S.; SILVA, I.F.; BANDEIRA, L.B.; DIAS, B.O.; NETO, L.F.S. Argila e matéria orgânica e seus efeitos na agregação em diferentes usos do solo. Ciência Rural, v.44, n.10, out, 2014.

TAVARES, R.; SANT’ANNA NETO, J. L. e SANTORO, J. Chuvas e escorregamentos no Litoral Norte Paulista entre 1988 e 2001. In: Anais do Encontro de Geógrafos Brasileiros. João Pessoa: AGB-DER. 2002.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Solos e Paisagens