Risco ambiental do município de Campina Grande - Agreste Paraibano

Autores

  • Charles Marques Fernandes Universidade Federal da Paraíba
  • Camila Cunico Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2333

Palavras-chave:

Risco ambiental. Vulnerabilidade. Gestão ambiental

Resumo

Este trabalho tem como objetivo fundamental identificar e analisar o risco ambiental do município de Campina Grande – PB, utilizando como referencial metodológico a proposta de Alves (2006, 2007). Assim, foi possível identificar, espacializar e analisar as áreas do muncípio que estão inseridas na categoria de risco ambiental. Os resultados deste trabalho constituem-se em elementos essenciais para o planejamento e gestão socioambiental do município, mostrando que 14,7% do território do município está inserido na categoria de risco ambiental, portanto, faz-se necessária a aplicação correta das políticas públicas sociais e ambientais, para que torne-se possível reduzir a vulnerabilidade socioambiental de Campina Grande.

Biografia do Autor

Charles Marques Fernandes, Universidade Federal da Paraíba

Departamento de Geociências, Universidade Federal da Paraíba.

Camila Cunico, Universidade Federal da Paraíba

Departamento de Geociências, Universidade Federal da Paraíba.

Referências

ALVES, H. P. F. Vulnerabilidade socioambiental na metrópole paulistana: uma análise sociodemográfica das situações de sobreposição espacial de problemas e riscos sociais e ambientais. In: Revista Brasileira de Estudos da População. v. 23. n.1. São Paulo, 2006.

ALVES, H. P. F. Desigualdade ambiental no município de São Paulo: análise da exposição diferenciada de grupos sociais a situações de risco ambiental através do uso de metodologias de geoprocessamento. In: Revista Brasileira de Estudos da População. v. 24. n.2. São Paulo, 2007.

DEFESA CIVIL. Capacitação Básica em Defesa Civil. Florianópolis: CAD UFSC, 2012. 122p.

FILGUEIRA, H. J. A. Os desastres relacionados com fenômenos naturais no contexto dos sistemas organizacionais. In: GARCIA, J. P. M. Desastres na Paraíba: riscos, vulnerabilidade e resiliência. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2013. 144p.

MARANDOLA JR. Tangenciando a vulnerabilidade. In: HOGAN, D. J. (Org.); MARANDOLA JR. (Org.). População e mudança climática: dimensões humanas das mudanças ambientais globais. Campinas: Núcleo de Estudos de População-Nepo/Unicamp; Brasília: UNFPA, 2009. 292p.

VEYRET, Y. Os riscos – o homem como agressor e vítima do meio ambiente. Trad.: Dilson Ferreira da Cruz. São Paulo: Contexto, 2007.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física e Desastres Naturais