Caracterização geológica, geomorfológica e pedológica de Patos de Minas (MG): contribuição à interpretação das feições erosivas

Autores

  • Raul Rassi Universidade Federal de Uberlândia
  • Rayanne Lina Bicalho Universidade Federal de Uberlândia
  • Juliana Abreu Crosara Petronzio Universidade Federal de Uberlândia
  • Alan Silveira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2334

Palavras-chave:

Caracterização geológica. Caracterização pedológica. Caracterização geomorfológica. Patos de Minas

Resumo

O trabalho apresenta os resultados identificados a partir da caracterização geológica, pedológica e geomorfológica de Patos de Minas (MG), a fim de contribuir para o diagnóstico ambiental da área. O trabalho foi organizado a partir de levantamentos bibliográficos e cartográficos e realização de trabalhos de campo para averiguação dos dados levantados. O domínio geológico é marcado pelas Coberturas Detríticas Cenozoicas Indiferenciadas sobrepostas à Formação Serra da Saudade. Foi observada a fragilidade erosiva da Formação Neoproterozoica, sobretudo no contato com a cobertura de superfície, e que, por vezes neste contato há a presença de nódulos e concreções ferruginosas, mais resistentes ao escoamento superficial. A referida fragilidade erosiva é inerente ao quadro físico-ambiental de Patos de Minas, não só pela litologia frágil, mas também pelo quadro geomorfológico de dissecação, derivado do escoamento concentrado das águas superficiais e pela dinâmica propiciada pelo uso e ocupação de terras, marcada pelo intenso pisoteio do gado.

Biografia do Autor

Raul Rassi, Universidade Federal de Uberlândia

Discente do curso de Geologia da UFU, campus Monte Carmelo

Rayanne Lina Bicalho, Universidade Federal de Uberlândia

Discente do curso de Geologia da UFU, campus Monte Carmelo

Juliana Abreu Crosara Petronzio, Universidade Federal de Uberlândia

Técnica do Instituto de Geografia (IG UFU), curso de Geologia campus Monte Carmelo

Alan Silveira, Universidade Federal de Uberlândia

Docente do Instituto de Geografia (IG UFU), curso de Geologia campus Monte Carmelo

Referências

BATISTA, M.C. Estratigrafia e Evolução Geológica da Região de Lagoa Formosa. 2004. Dissertação (Mestrado em Geologia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 2004.

CPRM, SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL. Carta Geológica: Folha de Patos de Minas (SF.23-Y-A-VI), escala 1:100.000, 2013.

CPRM, SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL. Mapa dos Domínios Geomorfológicos do estado de Minas Gerais. In: MACHADO, M.F; SILVA, S.F. (Org). Geodiversidade do estado de Minas Gerais. Belo Horizonte: CPRM, 2010.

EMBRAPA, EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2a. ed. – Rio de Janeiro : EMBRAPA-SPI,2006.

IBGE, INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Manual Técnico de Pedologia. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

LEPSCH, I. 19 Lições de Pedologia. São Paulo: Oficina de Texto, 2011.

MACHADO, M.F; SILVA, S.F. (Org). Geodiversidade do estado de Minas Gerais. Belo Horizonte: CPRM, 2010.

MOTTA, P. E. et al. Levantamento de reconhecimento de média intensidade dos solos da região do Alto Paranaíba, Minas Gerais. Rio de Janeiro : Embrapa Solos, 2004.

SIGNORELLI, N; FÉBOLI, W.L; TULLER, M.P; RIBEIRO, J. H. Extensão areal da Formação Serra da Saudade, Grupo Bambuí, para a região centro-sul de Minas Gerais. In: Anais, Repositório Institucional de Geociências, 2008. Disponível em: http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/handle/doc/754.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos