Distribuição espacial dos depósitos sedimentares aluvionares e suas relações com o processo de evolução da rede de drenagem no médio vale do Paraíba do Sul – RJ/MG

Autores

  • Stephany Emiliane Lopes da Silva Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Raphaela Almeida de Souza Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Rodrigo Wagner Paixão Pinto Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Marcelo Motta de Freitas Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2343

Palavras-chave:

Depósitos sedimentares aluvionares. Captura fluvial. Rede de drenagem. Terraços

Resumo

A separação do continente Gondwana e seus múltiplos eventos até a consolidação do Rift Continental Sudeste implicou em uma mudança significativa no relevo sudeste e, consequentemente, nos sistemas de drenagens. Como representante de tais processos esta pesquisa recai sobre o estudo de um afluente do rio Paraíba do Sul, cujo sistema fluvial é constituído pelas drenagens entre o rio Macuco e rio Minerva que apresentam expressivos depósitos fluviais. A metodologia utilizada buscou compreender a evolução do relevo na bacia do rio Minerva, por meio do levantamento de evidências de depósitos fluviais em níveis topográficos diferentes e da relação entre aspectos geológicos e geomorfológicos na organização de sua rede de drenagem. Durante o mapeamento pôde-se observar disposição de depósitos sedimentares aluvionares mais ao centro e ao norte da bacia controlados por knickpoints de corredeira sobre o eixo principal do sistema fluvial.

Biografia do Autor

Stephany Emiliane Lopes da Silva, Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia e Meio Ambiente, PUC-Rio

Raphaela Almeida de Souza, Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia e Meio Ambiente, PUC-Rio

Rodrigo Wagner Paixão Pinto, Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia e Meio Ambiente, PUC-Rio

Marcelo Motta de Freitas, Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro

Departamento de Geografia e Meio Ambiente, PUC-Rio

Referências

BIGARELLA, J.J. & MOUSINHO, M.R. Considerações a respeito dos terraços fluviais, rampas de colúvios e várzeas. B. Paran. Geogr., Curitiba, 1965.

COELHO NETTO, A L. Catastrophic Landscape Evolution in a Humid Region (SE Brazil): inheritances from tectonic, climatic and land use induced changes. Supplementidi Geografia Fisica e Dinamica Quaternária, Supp. III, Tomo 3: 21-48. 1999.

HEILBRON, M., PEDROSA-SOARES, A.C., CAMPOS NETO, M.C., SILVA, L.C., TROUW, R.A.J.; JANASI, V.A., Província Maqntiqueira. In: MANTESSO-NETO, V. BARTORELLI, A., CARNEIRO, C.D.R. e BRITO-NEVES, B.B., Orgs. Geologia do Continente Sul-Americano: evolução da obra de Fernando Flávio Marques de Almeida. São Paulo, Ed.Beca, p.203-236. 2004

LEOPOLD, L. B.; WOLMAN, M. G.; MILLER, J.P. Fluvial Processes. In Geomorphology. San Francisco. W. H. Freeman Co, 1964. p. 522.

MOURA, J.R.S., PEIXOTO,M.N.O.; SILVA,T.M. Geometria do relevo e estratigrafia do quaternário como base à tipologia de cabeceiras de drenagem em anfiteatro -médio vale do rio Paraíba do Sul. Revista Brasileira de Geociências 21 (3): 255-265, 1991

RICCOMINI, C.; GROHMANN, C. H.; SANT’ANNA, L. G.; HIRUMA, S. T. A Captura das Cabeceiras do Rio Tietê pelo Rio Paraíba do Sul. In: MONDENSEI-GAUTTIERI, M. C.; BARTORELLI, A. CARNEIRO, C. R. LISBOA, M. B. A. L. A Obra de Aziz NacibAb'Sáber. São Paulo: Beca-BALL edições, 2010.

SILVA, T.M.; MONTEIRO, H.S.; CRUZ, M.A.; MOURA, J.R.S. Anomalias de drenagem e evolução da paisagem no médio vale do rio Paraíba do Sul (RJ/SP). Anuário do Instituto de Geociências (Rio de Janeiro), v. 29, p. 210-224. 2006.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos