Adequação do Atlas escolar do estado de Goiás às expectativas de aprendizagem relacionadas ao município: estudo de caso para Iporá-GO

Autores

  • Thais Cristina Alves Borges Universidade Estadual de Goiás
  • Natália Martins Queiroz Universidade Estadual de Goiás
  • Diego Tarley Ferreira Nascimento Universidade Estadual de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2367

Palavras-chave:

Anos-padrão. Regime. Precipitação. Chuva. Climatologia

Resumo

Os Atlas Escolares apresentam uma proposta mais ampla do que simplesmente os Atlas Geográficos, uma vez que propõem um trabalho conjunto de formação do aluno e do professor, por meio de uma linguagem gráfica e textual de conteúdos voltados às especificidades da realidade local. Apesar dos Atlas Escolares geralmente atenderem a escala municipal, foi pensada a elaboração do Atlas Geográfico Escolar do estado de Goiás. Assim, o presente trabalho tempo por objetivo fazer uma avaliação da adequação do Atlas Escolar do Estado de Goiás em atender as expectativas de aprendizagem referente ao município, tendo como estudo de caso o município de Iporá-GO. Segundo analises e discussões realizadas no presente trabalho, o Atlas Escolar do Estado de Goiás possui adequação para ser trabalhado também na escala municipal, haja vista atender parte das expectativas de aprendizagem para o município.

Biografia do Autor

Thais Cristina Alves Borges, Universidade Estadual de Goiás

Acadêmicas do curso de Geografia da Universidade Estadual de Goiás – Campus Iporá.

Natália Martins Queiroz, Universidade Estadual de Goiás

Acadêmicas do curso de Geografia da Universidade Estadual de Goiás – Campus Iporá.

Diego Tarley Ferreira Nascimento, Universidade Estadual de Goiás

Professor do curso de Geografia da Universidade Estadual de Goiás – Campus Iporá.

Referências

ALMEIDA, R. D. Do desenho ao mapa: iniciação cartográfica na escola. São Paulo: Contexto, 2001.

______. Cartografia Escolar. São Paulo: Contexto, 2007.

______. Uma proposta metodológica para a compreensão de mapas geográficos. São Paulo, Tese (Doutorado), Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 1994. 289p.

______; PASSINI, E. Y. Espaço geográfico: ensino e representação. São Paulo: Contexto, 1989.

BUENO, M. A. Atlas Escolares municipais e a possibilidade de formacão continuada de professores: um estudo de caso em Sena Madureira / AC. Campinas, SP, Tese (Doutorado), Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, 2008.

LE SANN, J. G. Elaborando um atlas municipal. Belo Horizonte, 2009.

NASCIMENTO, D. T. F.; SANTOS, N. B. F. dos . ELABORAÇÃO DO ATLAS ESCOLAR DE GOIÁS. In: COLÓQUIO DE CARTOGRAFIA PARA ESCOLARES, 2016, Goiânia. Anais, 2016. p. 35-41

OLIVEIRA, L. de. Estudo metodológico e cognitivo do mapa. São Paulo: IGEOG-USP, 1978. (Série Teses e Monografias, 32).

PASSINI, Elza Yazuco. Alfabetização cartográfica e o livro didático: uma análise crítica. Belo Horizonte: Editora Lê, 1994. 94 p.

SANTOS, N. B. F. dos.; NASCIMENTO, D. T. F.; BUENO, M. A. Atlas escolar geográfico, histórico e cultural do estado de Goiás. Goiânia: C&A Alfa Comunicação, 2016.

SIMIELLI, M. E. R. O mapa como meio de comunicação: implicações no ensino de geografia do 1º grau. Tese (Doutorado), São Paulo, FFLCH - USP, 1986. 205p.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física: Currículo, Formação e Práticas de Ensino