Uso de mapas mentais para avaliação de impactos ambientais em ambiente urbano

Autores

  • Armando Brito da Frota Filho Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Tatiana Leite Marão Secretaria Municipal de Educação

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2378

Palavras-chave:

Impactos ambientais. Estudo do meio. Mapas mentais. Ambiente. Geografia física

Resumo

O estudo da questão ambiental é algo deveras complicado, pois há uma dificuldade real entre a apreensão dos conceitos explanados em sala e sua correlação com os demais conhecimentos escolares e o cotidiano dos alunos, afim de facilitar o processo ensino-aprendizagem dessa questão escolheu-se fazer um trabalho voltado para a avaliação dos impactos ambientais que os estudantes estão acostumados a presenciar no seu cotidiano, de forma que eles conseguissem relacionar o conteúdo de sala com a vida foram dela. Os resultados foram satisfatórios, visto que os conceitos foram apreendidos e postos em prática, além dos alunos terem se tornados vetores de sensibilização contra os impactos ambientais deflagrados por familiares e vizinhos.

Biografia do Autor

Armando Brito da Frota Filho, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Geografia – UFRJ.

Tatiana Leite Marão, Secretaria Municipal de Educação

Professora de ciências e biologia da SEMED-Manaus e SEDUC-AM.

Referências

ARMOND, N. B. ; AFONSO, A. E. . Da Geografia Física à Geografia (sócio)Ambiental e seu "retorno" à Geografia: breves reflexões sobre mutações epistemológicas e o campo científico. In: XVI ENG - Encontro Nacional de Geógrafos, 2010, Porto Alegre. Anais do XVI Encontro Nacional de Geógrafos. Porto Alegre: AGB Porto Alegre, 2010.

BIGOTTO, A. C. Educação Ambiental e o desenvolvimento de atividades de ensino na escola pública. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação da USP.2008.

CAVALCANTI, L. S. Geografia e práticas de ensino. Goiânia: Editora Alternativa, 2002. v. 1. 127p

COMPIANI, Maurício. O lugar e as escalas e suas dimensões horizontal e vertical nos trabalhos práticos: implicações para o ensino de ciências e educação ambiental. Ciência e Educação (UNESP), v. 13, p. 29-45, 2007

DEMO, Pedro. Pesquisa Participante - Saber pensar e intervir juntos. Brasília: Liber Livro, 2004. v. 1. 139p .

FROTA FLHO, A.B. Análise da vulnerabilidade erosiva da Bacia Hidrográfica Colônia Antônio Aleixo, Manaus-AM. (Dissertação de mestrado). Manaus-AM: UFAM/ICHL, 2016.

LATUF, M. O. . Geografia Física ou Humana, ou será apenas Geografia?. Formação (Presidente Prudente), v. 1, p. 205-206, 2007.

MENDONÇA, F. Geografia Socioambiental. Terra livre.São Paulo: nº 16, p. 139 - 158, 2002

NOGUEIRA, A.R.B. Mapa Mental: Recurso didático para o estudo do Lugar. In: Pontuschka, Nídia e Oliveira, Ariovaldo. (Org.). Geografia em Perspectiva. 1 ed.São Paulo: Editora Contexto, 2002, v. , p. 125-133.

PONTUSCHKA, N. N. ; PAGANELLI, T. I. ; CACETE, N. H. . Para ensinar e aprender GEOGRAFIA - 3ª. ed. São Paulo: Cortez, 2009. v. 1000. 383p .

SILVA, Ana Cristina da. Materiais especiais: conceitos, tratamentos e a formação de uma hemeroteca. (Monografia)Natal: UFRN, 2002.

SILVA, Marcos Antônio da. FONSECA, Selva Guimarães. Ensino de História hoje: errâncias, conquistas e perdas. Revista Brasileira de História (Impresso), v. 30, p. 13-33, 2010.

VEGA, Alfonso García de la. Un Enfoque Innovador En La Didáctica Del Paisaje: Escenario Y Secuencia Geográfica. In: GONZÁLEZ, Rafael De Miguel. TORRES, María Luisa De Lázaro y. GAITE, María Jesús Marrón (Org.) Innovación en la enseñanza de la geografía ante los desafíos sociales y territoriales 1o ed. Zaragoza, Espanha. 2007

VIEIRA, A.F.G. Desenvolvimento e distribuição de voçorocas em Manaus (AM): principais fatores controladores e impactos urbano-ambientais. (Tese de doutorado). Florianópolis: UFSC/CFH, 2008.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física: Currículo, Formação e Práticas de Ensino