Análise da temperatura de superfície e sua correlação com a cobertura vegetal e tipos de uso na microbacia do Rio da Batateiras, Crato-CE

Autores

  • Cicera Celiane Januário da Silva Universidade Regional do Cariri
  • Joyce Ferreira Gomes Universidade Regional do Cariri
  • Juliana Maria Oliveira Silva Universidade Regional do Cariri

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2394

Palavras-chave:

Estimativa de temperatura. Imagens de satélite. Crato-CE

Resumo

O presente trabalho visa fazer uma análise de temperatura das diferentes superfícies na microbacia do Rio da Batateiras, localizada na cidade do Crato-CE e correlacionar com os diferentes tipos de cobertura vegetal deste local. A área ainda necessita de pesquisas mais abrangentes no que se refere a temperatura, porque observa-se um rápido crescimento em direção a encosta da Chapada do Araripe, onde se localiza o alto curso do rio, o que poderá alterar as condições climáticas favorecidas pelo relevo e pelas fontes de água que surgem na encosta, dentre elas, a nascente do rio da Batateiras, considerada a de maior vazão. A temperatura através do mapa da estimativa da temperatura de superfície na microbacia do rio da Batateiras variou desde 26.85C° e 28.36C° na área localizada próxima à Chapada do Araripe, o alto curso do rio, até 31.76C° e 34.31C° distribuídas no alto, médio e baixo curso da microbacia.

Biografia do Autor

Cicera Celiane Januário da Silva, Universidade Regional do Cariri

Graduanda em Geografia e bolsista de Iniciação Científica – PIBIC/URCA.

Joyce Ferreira Gomes, Universidade Regional do Cariri

Estagiária no Laboratório de Análise Geoambiental – LAGEO, URCA.

Juliana Maria Oliveira Silva, Universidade Regional do Cariri

Professora do Departamento de Geociências/URCA.

Referências

FLORENZANO, T.G. Iniciação em Sensoriamento Remoto. São Paulo: Oficina de Texto, 2011. 3ª ed. Ampliada e atualizada.

GARTLAND, Lisa. Ilhas de calor: como mitigar zona de calor em áreas urbanas. São Paulo: Oficina de textos, 2010.

MAGALHÃES, A. O. Análise ambiental do alto curso da microbacia do rio da Batateiras no município de Crato/CE: subsídios ao Zoneamento Ecológico-Econômico. Universidade Federal do Ceará. 2006. (Dissertação de Mestrado)

PEREIRA, C. C.; MARIANO, Z. F.; WACHHOLZ, F.; CABRAL, J. B. P. Análise da temperatura de superfície e do uso da terra e cobertura vegetal na bacia Barra dos Coqueiros (Goiás). Revista Geonorte, v. 1, p. 1243-1255, 2012.

SILVA, J. M. O. Uso do sensoriamento remoto para a estimativa da temperatura de superfície na microbacia do rio Granjeiro – Crato/Ceará. Geosaberes: Revista de Estudos Geoeducacionais. , v.06, p.130 – 144, 2015.

STEINKE, V. A.; STEINKE, E. T.; SAITO, C. H. Estimativa da temperatura de superfície em áreas urbanas em processo de consolidação: reflexões e experimento em Planaltina-DF. Revista Brasileira de Climatologia, ano, 6, 2010. P. 37-56.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades