Análise de vazões da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul, variabilidades, intensidades e períodos de retorno

Autores

  • Eduardo Soares Leite Luiz Universidade Federal de Uberlândia
  • Antônio de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2396

Palavras-chave:

Vazões. Período de retorno. Rio Paraíba do Sul

Resumo

A utilização de técnicas estatísticas descritivas e modelos probabilísticos são fundamentais na realização de estudos voltados à análise do comportamento de vazões de determinada bacia. O presente estudo tem como objetivo analisar o comportamento da vazão, mínimas e máximas, de algumas seções do rio Paraíba do Sul. Para tanto, a metodologia empregada para a elaboração dos resultados compreende a lei de distribuição de frequências de Gumbel, cálculo do período de retorno e determinação do coeficiente de variação. Os dados foram trabalhados e analisados em planilhas do Excel, onde se constatou os períodos de retorno para os dados máximos e mínimos de vazão para a série histórica de três estações da bacia em questão. A partir da realização do estudo, destaca-se a importância da análise estatística na compreensão do comportamento hidrológico, como também, na gestão dos recursos.

Biografia do Autor

Eduardo Soares Leite Luiz, Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia.

Antônio de Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Instituto de Geografia/Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

QUEIROZ, A. T. E OLIVEIRA, L. A. "Relação entre produção e demanda hídrica na bacia do rio Uberabinha, estado de Minas Gerais, Brasil." Revista Sociedade & Natureza 25.1 (2013).

VALVERDE, A. E. LACERDA; LEITE, H. GARCIA; SILVA, D. D. DA; PRUSKI, F. FALCO. Momentos-l: teoria e aplicação em hidrologia. R. Árvore, Viçosa-MG, v.28, n.6, p.927-933, 2004.

LEME, E.J.A. Hidrologia estatística da vazão mínima do rio Jaguari Mirim. Ecossistema, Espírito Santo do Pinhal, v. 27, n. 1,2, p. 77-82, 2002.

KATZ, R.W.; PARLANGE, M.B.; NAVEAU, P. Statistics of extremes in hydrology. Advances in Water Resources, Amsterdam, v.25, p.1287-1304, 2002.

QUEIROZ, M.M.F. de; CHAUDHRY, F.H. Análise de eventos hidrológicos extremos usando a distribuição GEV e momentos LH. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.10, n.2, p.381- 389, 2006.

SILVINO, A. N. O.; SILVEIRA, A.; MUSIS, C. R.; WYREPKOWSKI, C. C. Determinação de vazões extremas para diversos períodos de retorno para o Rio Paraguai utilizando métodos estatísticos. Geociências, São Paulo, v. 26, n.4, p. 369-378, 2007.

CARVALHO, D. F.; SILVA, L. D. B. Hidrologia. Rio de Janeiro: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2006. 115 p. Disponível em , acesso em 10 de nov. de 2011.

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (ANA). HIDROWEB – Sistema de Informações Hidrológicas. Disponível em <http://hidroweb.ana.gov.br/>, acesso em 10 de janeiro de 2017.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades