Eventos pluviais extremos em Curitiba (Paraná): entre antigos problemas e novos desafios

Autores

  • Gabriela Goudard Universidade Federal do Paraná
  • Francisco de Assis Mendonça Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2402

Palavras-chave:

Mudanças Climáticas. Variabilidade Pluvial. Eventos Pluviais Extremos. Episódios Pluviais Extremos. Curitiba

Resumo

Os últimos relatórios do IPCC, AR4 e AR5, apontam para aumentos de frequência e intensidade de eventos extremos de chuva na região Sul do Brasil.Partindo-se destes pressupostos e das incertezas que permeiam as discussões de possíveis mudanças climáticas globais, o presente estudo coloca em evidência uma análise espaço-temporal dos eventos pluviais extremos (iguais ou superiores ao percentil 99%) e suas repercussões (episódios pluviais extremos) no município de Curitiba, bem como destaca os sistemas atmosféricos desencadeadores das excepcionalidades climáticas e as tendências pluviais na temporalidade de 1980 a 2010. Para tanto, pauta-se nos pressupostos metodológicos do S.C.U (MONTEIRO, 1976) e S.A.U (MENDONÇA, 2004a), tendo como base de análise, dados diários de 7 estações meteorológicas e consultas ao Jornal Gazeta do Povo. Os resultados revelaram variabilidades dos extremos pluviais associadas aos Sistemas Frontais, MTA e ENOS, de modo conjugado, a não-homogeneidade dos impactos de episódios pluviais extremos na cidade. 

Biografia do Autor

Gabriela Goudard, Universidade Federal do Paraná

Mestranda do Programa de Pós – Graduação em Geografia (PPGEO – UFPR), Laboratório de Climatologia (LABOCLIMA / UFPR), Universidade Federal do Paraná.

Francisco de Assis Mendonça, Universidade Federal do Paraná

Professor Titular do Departamento de Geografia e Docente do Programa de Pós – Graduação em Geografia (PPGEO – UFPR), Universidade Federal do Paraná.

Referências

ARMOND, N. B. Entre Eventos e Episódios: as excepcionalidades das chuvas e os alagamentos no espaço urbano do Rio de Janeiro. 239f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Presidente Prudente, 2014.

BARCELLOS, P.C.L. Precipitações intensas na cidade do Rio de Janeiro: probabilidade e previsibilidade. 209 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

CAVALCANTI, I. F. A.; KOUSKY, V. E. Frentes Frias sobre o Brasil. In: CAVALCANTI, I.F.A. et al.(orgs) Tempo e Clima no Brasil. São Paulo: Oficina de Textos. 2009, p. 135-148.

CUNICO, C. Do risco à adaptação: a identificação da vulnerabilidade socioambiental de Curitiba – PR. 288f. Tese (Doutorado em Geografia) – Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

DESCHAMPS, M. V. Vulnerabilidade socioambiental na região metropolitana de Curitiba/PR. 192 f. Tese (Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2004.

FORTUNATO, R.A. Subsídios à Prevenção e Controle das Inundações Urbanas: Bacia Hidrográfica do Rio Belém Município de Curitiba – PR. 237 f. Dissertação (Mestrado em Construção Civil) – Setor de Tecnologia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.

FRANÇA, R.R. Eventos pluviais extremos na Amazônia Meridional: riscos e impactos em Rondônia. 190f. Tese (Doutorado em Geografia) - Programa de Pós-Graduação em Geografia, Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

GEISSLER, H.J. e LOCH, R.E.M. Análise Histórica das enchentes em Curitiba – PR, medidas propostas e consequências observadas. Florianópolis: UFSC, 2004.

GOOSSENS, C; BERGER, A. Annual and seasonal climatic variations over the northern hemisphere and Europe during the last century. Annales Geophysicae. p.385 – 400. 1986.

GOUDARD, G.; PINHEIRO, G. M.; MENDONCA, F. A. Variabilidade Pluvial e Eventos Extremos em Curitiba (PR). Revista Equador, v. 04, p. 1096-1104, 2015.

GOUDARD, G. Eventos e Episódios Pluviais Extremos em Curitiba (PR): uma abordagem a partir dos riscos e vulnerabilidades socioambientais. 129 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geografia) – Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2015.

GOUDARD, G.; PAULA, E.V.de. O clima do litoral paranaense: variabilidades, mudanças climáticas, tendências e desafios. In: BOLDRINI, E. Clima – Boas Práticas de Adaptação. ADEMADAN, 1ª edição, 2016, p. 13-29.

GRIMM, A. M. Clima da região Sul do Brasil. In: CAVALCANTI, I, F. A; FERREIRA, N. J; SILVA, M, G, A, J; DIAS, M. A. F. S (Orgs). Tempo e clima no Brasil. Oficina de Textos. 2009a, p. 260 -275.

GRIMM, A. M. Variabilidade interanual do clima do Brasil. In: CAVALCANTI, I, F. A; FERREIRA, N. J; SILVA, M, G, A, J; DIAS, M. A. F. S (Orgs). Tempo e clima no Brasil. Oficina de Textos. 2009b, p. 260 -275.

GUIJARRO, J. A. User’s guide to climatol. State Meteorological Agency (AEMET), Balearic Islands Office, Spain. Disponível em: http://www.climatol.eu/index.html Acesso em: 20/05/2016.

HALLAL, M.O.C. Análise da variabilidade de indicadores climáticos para a precipitação pluvial no Rio Grande do Sul. 123f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia) – Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul. 2007.

IPCC. Climate Change - The Physical Science Basis. Summary for Policymakers -Technical Summary, Intergovernmental Panel on Climate Change, 2013. 222p. Disponível em: https://www.ipcc.ch/pdf/assessment-report/ar5/wg1/WG1AR5_SummaryVolume_FINAL.pdf Acesso em: outubro de 2015.

IPCC. Intergovernmental Panel on Climate Change: Climate Changes - The physical science basis. Summary of Policymakers, 2007. 18p.

JORGE, F. V. Fachada Atlântica Sul do Brasil: dinâmica e tendências climáticas regionais no contexto das mudanças globais. 169 f. Dissertação (Mestrado em Geografia). Programa de Pós-Graduação em Geografia, Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

LOHMANN. M. Regressão logística e redes neurais aplicadas à previsão probabilística de alagamentos no município de Curitiba, PR. 230f. Tese (Doutorado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

MARENGO, J.A et al. Impactos de extremos relacionados com o tempo e o clima – Impactos sociais e econômicos. Boletim do Grupo de Pesquisa em Mudanças Climáticas. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais –INPE. Centro de Ciências do Sistema Terrestre - Edição Especial. 2009.

MENDONÇA, F.A. S.A.U. – Sistema Ambiental Urbano: uma abordagem dos problemas socioambientais da cidade. In: MENDONÇA, F. (Org.) Impactos Socioambientais Urbanos. Curitiba: Editora UFPR, 2004a.

MENDONÇA, F.A. Riscos, vulnerabilidade e abordagem socioambiental urbana: uma reflexão a partir da RMC e de Curitiba. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 10, p.139-148, jul./dez. 2004b.

MENDONÇA. F.A. Aquecimento Global e suas manifestações regionais e locais: alguns indicadores na região Sul. Revista Brasileira de Climatologia, v.2, p.71-86, 2006.

MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Textos, 2007. 206p.

MENDONÇA, F.A; DESCHAMPS, M.V.; LIMA, M.D.V.de. A cidade e as mudanças climáticas globais: (intensificação?) – Riscos e Vulnerabilidades Socioambientais na RMC – Região Metropolitana de Curitiba/PR. In: OJIMA, R.; MARANDOLA JR, E. Mudanças Climáticas e as Cidades: novos e antigos debates na busca da sustentabilidade urbana e social. Blucher: Coleção População e Sustentabilidade, 2013, p- 129 – 162.

MENDONÇA, F.A; BUFFON, E. A. M.; GOUDARD, G. l’adaptation urbaine au changement climatique global: les inondations à Curitiba et Pinhais (Brésil) In: XXVIIIe Coloque de l'Association Internationale de Climatologie. Liège (Sart-Tilman)/Belgique, 2015, p. 200-205.

MONTEIRO, C. A. F. Teoria e Clima Urbano. 191f. Tese (Livre Docência em Geografia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1976.

NASCIMENTO JUNIOR, L. As chuvas no Paraná: Variabilidade, teleconexões, e impactos de eventos extremos. 162f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual Paulista, Campus de Presidente Prudente, Presidente Prudente, 2013.

NERY, J. T.; STIVARI, S. M. S.; FREITAS, E. D.; MARTINS, M. L. O. F. Número de Dias com Precipitação Pluvial do Estado do Paraná. In: Congresso Brasileiro de Meteorologia, 12, 2002, Foz do Iguaçu. Anais. Foz do Iguaçu: XII SBMET, 2002.

PINHEIRO, G.M. Variabilidade temporo-espacial da pluviosidade na bacia do alto Iguaçu. Tese (Doutorado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2016.

SILVA, E.S. Variabilidade da precipitação pluviométrica nas regiões sudeste e sul do Brasil. 211 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP – Campus de Botucatu, Universidade Estadual de São Paulo, Botucatu. 2006.

ZANELLA, M. E. Inundações urbanas em Curitiba/PR: impactos, riscos e vulnerabilidade socioambiental no bairro Cajuru. 256f. Tese (Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.

ZANGALLI JUNIOR, P.C; SANT’ANNA NETO, J.L. Mudanças Climáticas Globais: uma questão de escala. Revista Geonorte, Edição Especial 2, v.1, n.5, p.619 – 627, 2012.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades