A paisagem urbana e o clima urbano de cidades de médio porte do Centro-Oeste brasileiro, Dourados (MS) e Rio Verde (GO)

Autores

  • Vladimir Aparecido dos Santos Universidade Federal da Grande Dourados
  • Charlei Aparecido da Silva Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2413

Palavras-chave:

Paisagem urbana. Clima urbano. Centro-Oeste

Resumo

Este trabalho tem como base teórica o estudo da paisagem urbana e suas interações com a teoria Sistema Clima Urbano (SCU) de Monteiro (1976). Tem como proposição de pesquisa compreender as relações da paisagem urbana com o desencadeamento do clima urbano de cidades de médio porte da Região Centro-Oeste do Brasil, especificamente, as cidades de Dourados (MS) e Rio Verde (GO). E dessa forma objetiva-se apontar de forma classificatória local e regional dos tipos de tempo e climas, em consonância aos subsistemas Hidrometeórico, Termodinâmico e Físico-químico do SCU das cidades citadas. Avaliando assim os impactos da produção da paisagem urbana nas relações sociais no interior das cidades.

Biografia do Autor

Vladimir Aparecido dos Santos, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia-PPGG/Faculdade de Ciencias Humanas-FCH, Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Charlei Aparecido da Silva, Universidade Federal da Grande Dourados

Professor Dr. do Programa de Pós-Graduação em Geografia-PPGG/Faculdade de Ciencias Humanas-FCH, Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Referências

BONAMETTI, J. H. A paisagem urbana como produto do poder. Revista Brasileira de Gestão Urbana (Brazilian Journal of Urban Management), v. 2, n. 2, p. 259-273, jul./dez. 2010.

HARDT, L. P. A. Subsídios à Gestão da Qualidade da Paisagem Urbana: Aplicação a Curitiba – PR. Tese de Doutorado em Engenharia Florestal. Curitiba, PR: UFPR, 2000.

FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro : Nova Fronteira, 1986.

FERREIRA, C. C. proposta de zoneamento ambiental das paisagens para o alto curso da bacia hidrográfica do Rio Sucuriú, Mato Grosso Do Sul-Brasil. Tese de Doutorado em Geografia. Presidente Prudente, SP: UNESP, 2016.

GOMES, S. T. Clima urbano de Dourados (MS): uma análise a partir do processo de urbanização. 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD, Dourados, MS, 2012.

LIMA, V. A Sociedade e a Natureza na paisagem urbana: análise de indicadores para avaliar a qualidade ambiental. Tese de Doutorado em Geografia. Presidente Prudente, SP: UNESP, 2013.

MAZZONI, E. Unidades de paisaje como base para la organización y gestión territorial. Estudios Socioterritoriales. Revista de Geografía. n° 16, vol. 2, jul-dic, pág. 51-81, 2014.

MENDONÇA, F. S.A.U. O Sistema Socioambiental Urbano: uma abordagem dos problemas socioambientais da cidade. In: MENDONÇA, Francisco (org.) Impactos Socioambientais urbanos. Curitiba: Ed. UFPR, p. 185-208, 2004.

_______________ A geografia (física) brasileira e a cidade no início do século XXI: algumas contingencias e desafios. In: FIGUEIRÓ, A. S. e FOLETO, E. (org.). Diálogos em geografia física. Santa Maria: UFSM, 2011, 208p.

MONTEIRO, C. A. F. Teoria e clima urbano. São Paulo, USP/FFLCH, Tese (Livre-Docência), 1976.

MONTEIRO, A. Clima Urbano do Porto: Contribuição para a definição das estratégias de planejamento e ordenamento do território. Tese de Doutorado. Universidade do Porto – Portugal, 1993.

SALINAS, E. El Ordenamiento Territorial como Instrumento de la Planificación y Gestión Ambiental.

SANTOS, V. A. A qualidade do ar de Dourados (MS): uma contribuição aos estudos de Clima Urbano com foco no subsistema físico-químico. Universidade Federal da Grande Dourados. Mato Grosso do Sul: UFGD. Dissertação (Mestrado), 2014.

SOBARZO, O. O urbano e o rural em Henri Lefebvre. In: SPOSITO, Maria E. B., WHITACKER, Arthur M. Cidade e campo: relações e contradições entre urbano e rural. São Paulo: Expressão popular, p. 53-64, 2006.

STAMM, C.; STADUTO, J. A. R.; LIMA J. F.; WADI, Y. M. A população urbana e a difusão das cidades de porte médio no Brasil. Revista Interações, Campo Grande, v. 14, n. 2, p. 251-265, jul./dez. 2013.

ZANELLA, M. E.; SALES, M. C. L.; ABREU; N. J. A. Análise das precipitações diárias intensas e impactos gerados em Fortaleza, CE. Revista Geoups – Espaço e Tempo, São Paulo, nº 25, p. 53-68, 2009.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades