Aplicação da equação de THOM para estimativa do conforto térmico em função das variações de temperatura e umidade relativa do ar no bairro Castelo, Belo Horizonte-MG

Autores

  • Isabela Mara Lima Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carlos Henrique Jardim Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2437

Palavras-chave:

Temperatura do ar. Umidade relativa. Conforto térmico. Clima urbano

Resumo

O presente artigo tem por objetivo avaliar as condições de conforto térmico no bairro Castelo, situado na Regional Pampulha, norte do município de Belo Horizonte – MG. Foram utilizados dados produzidos em campo durante o segmento temporal entre 11/09/2016 a 12/10/2016 e comparados com a estação meteorológica do INMET-Pampulha sediada na UFMG. A aplicação desses dados, mediante utilização do Índice de Temperatura Efetiva de Thom para avaliação do grau de conforto térmico indicou apenas situações horárias favoráveis ao conforto, havendo necessidade de incluir novas situações diárias.

Biografia do Autor

Isabela Mara Lima, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduanda, Depto. de Geografia/Instituto de Geociências, UFMG.

Carlos Henrique Jardim, Universidade Federal de Minas Gerais

Docente, Depto. de Geografia/Instituto de Geociências, UFMG.

Referências

ALUCCI, M. P.; MONTEIRO, L. M. Questões teóricas de conforto térmico em espaços abertos: consideração histórica, discussão do estado da arte e proposição de classificação de modelos. Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 7, n. 3, p. 43-58, jul./set. 2007.

ASSIS, W. L. O sistema clima urbano do município de Belo Horizonte na perspectiva têmporo-espacial. UFMG, Belo Horizonte, 2010. 319 p. Tese (Doutorado em geografia)-Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Geociências, Departamento de Geografia, 2010.

CORDEIRO, B. H; LIMA, I. M. Microclimas e (des)conforto térmico nas praças da regional Pampulha, em Belo Horizonte/MG. In: XII Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica. Variabilidade e Suscetibilidade Climática: Implicações Ecossistêmicas e Sociais, 20116, Goiânia. Anais... Goiânia: UFG, 2016.

INSTITUTO NA CIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS. Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais – Banco de Dados de Imagens. Disponível em: <http://satelite.cptec.inpe.br/acervo/goes.formulario.logic;jsessionid=0870CBF0FC92A8597B73CC24397819BB>. Acesso em: 22 de outubro de 2016.

KULKA, Daniele Duarte. Conforto térmico em áreas verdes urbanas no município de Itapetinga, BA. UESB, Itapetinga, 2014, 71p. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais)-Universidade Estadual do Sudoeste da BA, 2010.

MARINHA DO BRASIL. Diretoria de Hidrografia e Navegação – Centro de Hidrografia da Marinha – Serviço Meteorológico Marinho – Cartas Sinóticas. Disponível em: <https://www.mar.mil.br/dhn/chm/meteo/prev/cartas/cartas.htm>. Acesso em: 22 de outubro de 2016.

MONTEIRO, C.A.F. Teoria e clima urbano. São Paulo: IG06-USP, 1976. (Série Teses e Monografias n. 25).

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades