Variabilidade climática e a influência do Ciclo Nodal Lunar

Autores

  • Diego Narciso Buarque Pereira Universidade de São Paulo
  • Gustavo Zen de Figueiredo Neves Universidade Estadual de Goiás
  • Francisco Arthur da Silva Vecchia Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2448

Palavras-chave:

Variabilidade Hidroclimática. Análise de Fourier. Sérier Temporais. Precipitação

Resumo

A precipitação, enquanto elemento do sistema climático, está em função de fatores internos e forçantes extraterrestres. Dentre estas, a força da gravidade da Lua tem papel significativo como motor das marés oceânicas e sua influência na distribuição da massa e energia em escala global. Evidências mostram um aparente ciclo bidecadal em parâmetros oceanográficos e variáveis atmosféricas em diversas regiões da Terra, sendo o Ciclo Nodal Lunar de 18,6 anos apontado como potencial modulador desses fenômenos climatológicos. Motivado por essas evidências, o objetivo deste estudo foi realisar uma revisão da literatura da potencial influência do ciclo nodal no clima e analisar a periodicidade presente em séries pluviométricas. O método Traformada Discreta de Fourier é largamente utilizado para detecção de frenquências presentes em séries temporais e consolidado em variáveis hidroclimáticas.

Biografia do Autor

Diego Narciso Buarque Pereira, Universidade de São Paulo

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo.

Gustavo Zen de Figueiredo Neves, Universidade Estadual de Goiás

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental/Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos – Professor colaborador Universidade Estadual de Goiás.

Francisco Arthur da Silva Vecchia, Universidade de São Paulo

Professor Associado/Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos. Dados HidroWeb. Disponível em: <http://www.snirh.gov.br/hidroweb/>. Acessado em 14 Mar 2016.

AGOSTA, E. A. The 18.6-year nodal tidal cycle and the bi-decadal precipitation oscillation over the plains to the east of subtropical Andes, South America. International Journal of Climatology, v. 34, n. 5, p. 1606–1614, 2014.

CONTI, J. B. Considerações sobre mudanças climáticas globais. In: SANT’ANA NETO, J. L. e ZAVATINI, J. A. (org). Variabilidade e Mudanças Climáticas. Maringá: Eduem, 2000, p. 17-28.

CRITCHFIELD, H. J. General Climatology. Second Edition. Western Washington State College. LCCC: 66-13327. 1966.

CURRIE, R. G.; FAIRBRIDGE, R. W. Periodic 18.6-year and cyclic 11-year induced drought and flood in northeastern China and some global implications. Quaternary Science Reviews, v. 4, n. 2, p. 109–134, 1985.

HAIGH, I. D.; ELIOT, M.; PATTIARATCHI, C. Global influences of the 18.61 year nodal cycle and 8.85 year cycle of lunar perigee on high tidal levels. Journal of Geophysical Research: Oceans, v. 116, n. 6, 2011.

HUGGETT, R. J. Climate, Earth Processes and Earth History. [s.l.] Springer Science & Business Media, 1991.

LAU, K. –M., WENG, H. Climate signal detection using wavelet transform: How to make a time series sing. Bulletin American Meteorological Society 76, 1995, pg. 2391 – 2404.

LISITZIN, Eugenie Sea-Level Changes. Elsevier Oceanography Series, 8. Elsevier Scientific Publishing Company, Amsterdam. LCCC: 73-85225 / ISBN 0-444-41157-7, 1974.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades