A cartografia geomorfológica de detalhe como subsidio ao planejamento territorial: o caso da bacia do ribeirão Alam Grei – SP

Autores

  • Patricia Borges Silveira Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, UNESP, campus Rio Claro
  • Cenira Maria Lupinacci Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, UNESP, campus Rio Claro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2481

Palavras-chave:

Cartografia geomorfológica. Planejamento territorial. Bacia hidrográfica

Resumo

A cartografia geomorfológica constitui-se num importante instrumento nas mãos do geógrafo a fim  de detectar e prever problemas ambientais, bem como planejar e ordenar o espaço geográfico. Apesar das divergencias referente à elaboraçaõ desse documento, a cartografia geomorfológica tem sido muito utilizada por pesquisadores no mundo todo a fim de compreender as formas de relevo, considerando sua gênese e sua cronologia, o que torna o estudo do mesmo completo e eficiente para planejar e diagnosticar problemas territoriais, frutos das ações humanas ou da própria natureza. Dessa forma, a presente pesquisa construiu e analisou cartas geomorfológicas de detalhe em três periodos distintos, bem como cartas de uso e ocupação da terra dos mesmos períodos na bacia do ribeirão Alam Grei – SP, com o objetivo de demonstrar as alterações no relevo provocados pelas mudanças no uso e ocupação da terra nos anos de 1972, 1995 e 2006.

Biografia do Autor

Patricia Borges Silveira, Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, UNESP, campus Rio Claro

Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, UNESP, campus Rio Claro

Cenira Maria Lupinacci, Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, UNESP, campus Rio Claro

Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento, UNESP, campus Rio Claro

Referências

CASSETI, V. Cartografia Geomorfológica, 2005. Livro Digital. Disponível em: http://www.funape.org.br/geomorfologia/. Acesso em: 02/02/2017.

CERON, A.O.; DINIZ, J.A.F. O Uso de Fotografias Aéreas na Identificação das Formas de Utilização Agrícola da Terra. Revista Brasileira de Geografia. Rio de Janeiro, nº.2, p. 161-172, 1996.

CUNHA, C.L. et al. A Cartografia do Relevo: Uma Análise Comparativa de Técnicas para a Gestão Ambiental. Revista Brasileira de Geomorfologia. Ano 4, nº.1, p. 1 – 9, 2003.

CUNHA, C.L. QUEIROZ, D.S. A Cartografia Geomorfológica de Detalhe: Uma Proposta visando a Multidisciplinaridade. Revista CLIMEP. Rio Claro, vol. 7, nº. 1-2, p. 22, 2012.

DE BIASI, M. Cartas de Declividade: Confecção e Utilização. Geomorfologia, São Paulo, n.21, p. 8-12, 1970.

FLORENZANO, T. G (Org). Geomorfologia: Conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, 318p.

KOFFLER, N.F. Solos da Bacia do Rio Corumbataí. Universidade Estadual Paulista – IGCE – Departamento de Cartografia e Análise da Informação Geográfica, campus Rio Claro, SP, escala 1:50.000, 1992.

IAC, INSTUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS. Carta Pedológica Semi-Detalha do Estado de São Paulo: Folha de São Carlos (SF.23-Y-A-IV), escala 1:100.000, 1989.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos