Uso das terras e suas potencialidades na prestação dos serviços ambientais

Autores

  • Lucas Emanuel Servidoni Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas – MG
  • Joaquim Ernesto Bernardes Ayer Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas
  • Marx Leandro Naves Silva Departamento de Ciência do Solo, Universidade Federal de Lavras
  • Ronaldo Luiz Mincato Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas – MG

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2484

Palavras-chave:

ArcGIS. Landsat 8. Corredores ecológicos

Resumo

Os serviços ambientais advêm das propriedades e da capacidade produtiva dos recursos naturais e beneficiam os ecossistemas e a sociedade. Estes benefícios são necessários para manter o meio ambiente ecologicamente equilibrado e sustentável. A Sub-bacia hidrográfica do Córrego Pedra Branca, no Município de Alfenas – MG, apresenta carência de manejos conservacionistas no uso e ocupação do solo, que se caracteriza basicamente pelo descumprimento da legislação ambiental, que compromete a prestação dos serviços ambientais e ecossistêmicos dos recursos naturais. Assim, o objetivo deste trabalho é propor a implantação de corredores ecológicos nas áreas de proteção ambiental e de reserva legal da sub-bacia para favorecer a prestação dos serviços ambientais e ecossistêmicos e promover a sustentabilidade socioeconômica e ambiental da área a partir do planejamento territorial com base nas tecnologias de geoprocessamento.  

Biografia do Autor

Lucas Emanuel Servidoni, Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas – MG

Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas – MG

Joaquim Ernesto Bernardes Ayer, Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas

Marx Leandro Naves Silva, Departamento de Ciência do Solo, Universidade Federal de Lavras

Departamento de Ciência do Solo, Universidade Federal de Lavras

Ronaldo Luiz Mincato, Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas – MG

Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas – MG

Referências

AYER, J. E. B.; OLIVETTI, D.; MINCATO. R. L.; SILVA, M. L.N. Erosão hídrica em Latossolos vermelhos distróficos. Goiânia: Pesquisa Agropecuária Tropical, v.45, n.2, p.180-191, 2015.

DALE, V. H.; POLASKY, S., Measures of the effects of agricultural practices on ecosystem services. Amsterdan: Ecological Economics, v.64, n.2, p.286-296. 2007.

HASUI, Y. A grande colisão pré-cambriana do Sudeste Brasileira e a estruturação regional. São Paulo: Revista Geociências, v. 20, n. 2, p. 141-169, 2010.

MACGREGOR, S.R. Insect pollination of cultivated crop plants. Washington: Agriculture Handbook, 1º Ed, 1976.

PARRON, L.M.; GÁRCIA, J.R.; DE OLIVEIRA, E.B.; BROWN, G.; PRADO, R.B. Serviços ambientais em sistemas agrícolas e florestais do Bioma Mata Atlântica. Brasília: Empresa de Pesquisa Agropecuária, 370p. 2015.

RANIERO M. O efeito da paisagem na subtribo de abelhas Euglossina (Hymenoptera: Apidae). Dissertação de Mestrado em Ecologia e Tecnologia Ambiental, UNIFAL-MG, Alfenas, 2013.

RICKETTS, T.H., DAILY, G.C., HERLICH, P.R., MICHENER, C.D., Economic value of tropical forest to coffee production. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America v.101, p.12579-12582, 2004.

SERVIDONI, L.E.; AYER, J.E.B.; SILVA, M.L.N.; SPALEVIC, V.; MINCATO, R.L. Land use capacity and environment services. Recife: Revista Brasileira de Geografia Física, v.9, n.6, p.1712-1724, 2016.

SPAROVEK, G.; VAN LIER, Q.J.; DOURATO NETO, D. Computer assisted Köppen climate classification: case study for Brazil. Chichester: International Journal Climatology, v.27, n.2, p.257-266, 2007.

OLIVETTI, D.; MINCATO, R.L.; AYER, J.E.B.; SILVA, M.L.N.; CURI, N. Spatial and temporal modeling of water erosion in dystrophic red latosol (oxisol) used for farming and cattle raising activities in a sub-basin in the South of Minas Gerais. Lavras: Revista Ciência Agrotecnologia, v.39, n.1, p.58-67, 2015.

SOS MATA ATLÂNTICA; INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS – INPE. Atlas dos Municípios da Mata Atlântica – período 2011-2012. São José dos Campos, 2013.

TILMAN, D.; CASSMAN, K.G.; MATSON, P.A.; NAYLOR, R.; POLASKY, S. Agricultural sustainability and intensive production pratices. Londre: Nature, vol. 418, August, 2002.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental