Dinâmica das águas no sistema rio-planície de inundação do rio Paraguai em Cáceres – Mato Grosso

Autores

  • Gustavo Roberto dos Santos Leandro Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”
  • Flávio Rodrigues do Nascimento Universidade Federal Fluminense
  • Célia Alves de Souza Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2488

Palavras-chave:

Interações hidromordinâmicas. Conectividade. Planície pantaneira. Ambientes fluviais

Resumo

O estudo foi realizado com o processamento de dados de precipitação anual, bem como da vazão e altura do rio - valores máximo, médio e mínimo de uma série histórica de 40 anos (1970 a 2010). Para tanto foram consultadas as estações de Cáceres - Mato Grosso (ANA e IFMT). O clima regional exerce influência no regime hidrológico do rio Paraguai. Contudo, a dinâmica de suas águas é condicionada não apenas pelo volume precipitado. Salienta-se o papel do relevo com o amortecimento da planície aluvial que influencia na concentração do volume de água. Nesse sentido, foram identificados quatro períodos hidrodinâmicos sendo os picos de Cheia entre Janeiro - Março, período de Vazante entre Julho - Setembro com intervalos de Enchimento (Outubro - Dezembro) e Esvaziamento (Abril – Junho). Importante destacar que, mudanças na cobertura vegetal com os usos intensivos podem alterar as dinâmicas hidrológica e morfológica desse sistema. 

Biografia do Autor

Gustavo Roberto dos Santos Leandro, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Doutoramento pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Campus de Presidente Prudente da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - UNESP.

Flávio Rodrigues do Nascimento, Universidade Federal Fluminense

Professor do Departamento de Geografia do Instituto de Geociências, Universidade Federal Fluminense - UFF.

Célia Alves de Souza, Universidade do Estado de Mato Grosso

Professora do Curso de Geografia da Faculde de Ciências Humanas, Campus de Cáceres da Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT.

Referências

ANDRADE, R. G.; SEDIYAMA, G. C.; PAZ, A. R.; LIMA, E. P.; FACCO, A. G. Geotecnologias aplicadas a parâmetros biofísicos do Pantanal. Pesq. agropec. bras. Brasília, v. 47, n. 9, p. 1227-1234, 2012.

CAMARGO, L. (Org.). Atlas de Mato Grosso: abordagem socioeconômico-ecológica. Cuiabá – MT: Entrelinhas, 2011. 96 p.

CLARKE, R. T., TUCCI, C. E. M.; COLLISCHONN, W. Variabilidade temporal no regime hidrológico da bacia do rio Paraguai. Revista Brasileira de Recursos Hídricos. v. 8, n. 1, p. 201-211, 2003.

COSTA, A. O.; SALGADO, C. M. DINALI, Y. T. Caracterização da precipitação no médio vale do rio Paraíba do Sul fluminense (RJ). Revista GeoNorte. v. 2, n. 5, p. 1000-1013. 2012.

DALLACORT, R.; NEVES, S. M. A. S.; NUNES, M. C. M. Variabilidade da Temperatura e das Chuvas de Cáceres/Pantanal Mato-Grossense – Brasil. Geografia (Londrina). Londrina, v. 23, n. 1, p. 21-33, 2014.

GRIZIO, E. V.; SOUZA FILHO, E. E. As modificações do regime de descarga do rio Paraguai Superior. Revista Brasileira de Geomorfologia. v. 11, n. 2, p. 25-33. 2010.

GRIZIO-ORITA, E. V.; QUEIROZ, D. R. E. Tratamento gráfico de informação para vazão e precipitação utilizando a técnica de fichário-imagem. Boletim Paranaense de Geociências. v. 68, n. 69, p. 36-42, 2013.

LELI, I. T.; STEVAUX, J. C.; NÓBREGA, M. T. Produção e transporte da carga suspensa fluvial: teoria e método para rios de médio porte. Boletim de Geografia. v. 28, n. 1, p. 43-58, 2010.

NEVES, S. M. A. S.; NUNES, M. C. M; NEVES, R. J. Caracterização das condições climáticas de Cáceres/MT – Brasil, no período de 1971-2009: subsídio às atividades agropecuárias e turísticas municipais. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 31, n. 2, p. 55-68, 2011.

PEREIRA, G.; CHÁVEZ, E. S.; SILVA, M. E. S. O estudo das unidades de paisagem no bioma Pantanal. Revista Ambiente. Água, Taubaté, v. 7, n. 1, p. 89-103, 2012.

SANTANA, M. F.; SOUZA, C. A.; OLIVEIRA JUNIOR, E. S. Análise de séries temporais de vazão e precipitação na bacia do rio Paraguai. Revista GeoPantanal, Corumbá, v. 8, n. 14, p. 67-89, 2013.

SANTOS, L. Pluviosidade, impactos naturais, percepção humana e as inundações em Cáceres/MT - 1971 a 2010. 2013. 133 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, Cuiabá, 2013.

SANTOS, L.; ZAMPARONI, C. A. G. P.; SOARES, J. C. O ritmo pluviométrico na região de Cáceres-MT no período compreendido entre a série histórica de 1971 a 2010. Revista GeoNorte. v. 1, n. 5, p. 1091-1102, 2012.

SOUZA, C. A.; SOUSA, J. B. Pantanal mato-grossense: origem, evolução e as características atuais. Revista Eletrônica da associação Brasileira dos Geógrafos – Seção Três Lagoas – MS, Três Lagoas, v. 11, p. 34-54, 2010.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos