Mapeamento geomorfológico da bacia hidrográfica do rio Cágado (MG)

Autores

  • Carolina Campos Eduardo Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Roberto Marques Neto Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Felipe Pacheco Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2498

Palavras-chave:

Cartografia geomorfológica. Compartimentação morfológica. Morfometria

Resumo

O presente trabalho trata do mapeamento geomorfológico da Bacia Hidrográfica do Rio Cágado, no contexto da Zona da Mata Mineira, com procedimentos metodológicos amparados na hierarquia taxonômica do relevo, cujo reconhecimento dos modelados de dissecação e agradação foram representados, segundo as técnicas da cartografia geomorfológica do Manual Técnico de Geomorfologia. Desse modo, o mapa produzido na escala de 1/50.000 procura reconhecer o nível taxonômico dos padrões de formas semelhantes. Para esse fim, foram caracterizadas as unidades geomorfológicas classificando em modelados, realização dos cálculos morfométricos utilizando o grau de entalhamento da profundidade de dissecação e a dimensão interfluvial, bem como a nomenclatura para os conjuntos de sistemas de relevo correlacionada a carta de declividade, permitindo assim, mapear os compartimentos vinculados a uma dissecação estrutural, homogênea e agradacional contribuindo concomitante para interpretação da dinâmica da bacia claramente correlacionada a regimes de esforções neotectônicos, estes representados em grande medida pelos fatos geomorfológicos simbolizados. 

Biografia do Autor

Carolina Campos Eduardo, Universidade Federal de Juiz de Fora

Discente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Roberto Marques Neto, Universidade Federal de Juiz de Fora

Prof. Adjunto do Departamento de Geociências e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Felipe Pacheco Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Discente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

AB´SÁBER., A.N. Problemas do Mapeamento Geomorfológico no Brasil. Geomorfologia. n.06, IG-USP,São Paulo, 1969.

BAKKER, J.P. Different Types of Geomorphological Maps. In: KLIMASZEWSKI,M. The Principles of The Geomorphological mapping in Poland. Geographical Studies. Problems of Geomorphological Mapping, v.46,1963.

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE MINAS GERAIS (CODEMIG). Mapa Geológico Folha S F.23-X -D-IV– JUIZ DE FORA. Belo Horizonte, 2013. Escala 1:100.000.

CUNHA, C. M. L. A. A cartografia a geomorfológica em áreas litorâneas. Tese (Livre Docência em Geografia): Rio Claro, UNESP, 2011.

DAYAN, H.; KELLER, J. V. A. A Zona de Cisalhamento do Rio Paraíba do Sul nas vizinhanças de Três Rios (RJ): uma análise da deformação dada por algumas feições estruturais. Revista Brasileira de Geociências, v. 19, n. 4, p. 494-506, 1990.

DUARTE, B. P. HEILBRON, M., NOGUEIRA, J. R., TUPINAMBÁ, M., EIRADO, L. G., VALLADARES, C. S., ALMEIDA,J. C. H., ALMEIDA,C. G. Geologia das Folhas Juiz de Fora e Chiador. In: PEDROSA-SOARES, A.C. (Coords) Projeto Sul de Minas. Etapa I: Geologia e recursos minerais do sudeste Mineiro. Belo Horizonte: COMIG/UFMG/UFRJ/UERJ, cap. 6, 2003. CD-ROM.

FEAM. FUNDAÇÃO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE. Mapas de Solos do Estado de Minas Gerais. Banco de Solos de Minas Gerais, 2010.

FUSHIMI, M.; NUNES, J. O. R. Mapeamento Geomorfológico no Município de Presidente Prudente – SP, Brasil..IX Semana de Geografia. Unesp, Presidente Prudente,2008. Disponível em: <http://www4.fct.unesp.br/cursos/geografia/CDROM_IX SG/Anais%20-%20PDF/Melina%20Fushimi.pdf>. Acesso em: janeiro, 2017.

GATTO, L.C.S.; RAMOS, V.L.S.; NUNES, B. T. A.; MAMEDE, L.; GÓES, M. H. B.; MAURO, C. A.; ALVARENGA, S. M.; FRANCO, E. M. S.; QUIRICO, A. F.&NEVES, L. B. Geomorfologia. In: Projeto RADAMBRASIL, Brasília: DNPM, v. 32, p. 305-384, 1983.

GOULART, A. C. O. Relevos e processos dinâmicos: uma proposta metodológica de cartografia geomorfológica. Geografares, Vitória, n.2, jun., p.25-40, 2001.

GOUDIE, A. Geomorphological techniques. London: George Allen & Unwin, 1981. 395p.

HUGGETT, R. J. Fundamentals of Geomorphology. Routlege, London, 2007.

MARQUES NETO, R., ZAIDAN, R. T., MENOR JUNIOR, W. Mapeamento Geomorfológico do Município de Lima Duarte (MG). Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 16, 123-136, 2015.

MOREIRA, A. A. N. Cartas Geomorfológicas. Geomorfologia. n.5, IG-USP, São Paulo, 1969.

NUNES, B. A.; JULIANTES, R. L.; CALDEIRON, S. S. Manual técnico de geomorfologia. Rio de Janeiro: IBGE, 1994. 111p

PONÇANO, W. L; CARNEIRO, C. D. R; BISTRICHI, C. A; ALMEIDA, F. F. M; PRANDINI, F. L. Mapa geomorfológico do estado de São Paulo. Vol. 1. Instituto de Pesquisas Tecnológicas, Divisão de Minas e Geologia Aplicada, 1981. 94p

ROCHA, C. H. B. Geoprocessamento: Tecnologia Transdisciplinar, Editora: UFV, 2000.

ROSS, J. L. S., 1992. O registro cartográfico dos fatos geomórficos e a questão da taxonomia do relevo. Revista do Departamento de Geografia. FFLCH-USP. n. 6. São Paulo.

SILVA, F. P., MARTINS, C. A. H., MARQUES NETO, R., OLIVEIRA, E. L. N., FERNANDES, R. A. Mapeamento Geomorfológico da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Santa Bárbara, Zona da Mata Mineira. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 8, n. 3, p. 893-908, 2015.

SOUZA, L. F.; SAMPAIO, T. V. M. Aplicação do índice de Concentração da Rugosidade à identificação de classes de dissecação do relevo; uma proposta de quantificação e automatização em ambiente em SIG. In: III Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação. Recife, 2010.

TORRES, F.T.P., MARQUES NETO, R.; MENEZES, S. B. Introdução à Geomorfologia. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

TRICART, J. Principés et méthods de la géomorphologie. Mason: Paris, 1965. 496p.

KLIMASZEWSKI, M. The Principles of the Geomorphological mapping in Poland. Geographical Studies. Problems of Geomorphological Mapping, v.46,1963.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos