Identificação e análise de morfodinâmicas do relevo da área de influência do Escudo Sul-Rio-Grandense no município de Pelotas, RS

Autores

  • Danilo da Silva Dutra Universidade Federal de Pelotas
  • Moisés Ortemar Rehbein Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2506

Palavras-chave:

Geomorfologia de Pelotas/RS. Morfodinâmicas do relevo. Escudo Sul-Rio-Grandense

Resumo

Este trabalho é parte de um projeto maior, o qual intitulado de mapeamento geomorfológico do município de Pelotas. Este município está localizado no sul do estado do Rio Grande do Sul, sobre morfoesculturas do relevo do estado de morfocronogêneses bastante distintas, a Planície Costeira e o Escudo Sul-Rio-Grandense. Este trabalho tem como objetivo principal o mapeamento de padrões de formas semelhantes de relevo e identificação de morfodinâmicas associadas, na área de influência do Escudo Sul-Rio-Grandense no município de Pelotas/ RS. Enquanto orientações metodológicas, seguem-se pressupostos de Ab’Saber (1969) e Ross (1992). Para a operacionalização da pesquisa, realizaram-se atividades alternadas entre o gabinete (revisões bibliográficas e elaboração de documentos cartográficos) e trabalhos de campo (verificação de dados cartografados em gabinete, análises visuais e táteis de materiais pedogenéticos, identificação e análises de formas de processos geomorfológicos atuais, erosivos e deposicionais). Na área de estudos, foram mapeados padrões de relevo em morros, morrotes, colinas, planícies (alveolares e fluviais) e cabeceiras de drenagens. As morfodinâmicas do relevo estabelecem pontuais relações com as características geológicas, dos solos, declividades, comprimentos de rampa e geometrias das vertentes, características pluviométricas e dos diferentes tipos de usos e coberturas da terra. Considerando-se essas relações, identificaram-se processos erosivos lineares e, sobretudo, laminares, solapamentos de taludes e assoreamentos fluviais.

Biografia do Autor

Danilo da Silva Dutra, Universidade Federal de Pelotas

Universidade Federal de Pelotas-UFPEL.

Moisés Ortemar Rehbein, Universidade Federal de Pelotas

Departamento de Geografia da Universidade Federal de Pelotas-UFPEL.

Referências

AB’ SABER, A. N. Um Conceito de Geomorfologia a Serviço das Pesquisas sobre o Quaternário. Geomorfologia 18. São Paulo: IGEOG-USP, 1969.

ARGENTO, M. S. F. Mapeamento Geomorfológico. In: GUERRA, A. J. T. & CUNHA, S. B. Geomorfologia: Uma Atualização de Bases e Conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. p. 365-392.

CUNHA, N. G.; SILVEIRA, R. J. C. Estudos dos solos do município de Pelotas. Pelotas: EMBRAPA/ CPACT, Ed. UFPel, 1996. 50p.

CPRM. Mapa Geológico do Estado do Rio Grande do Sul, escala 1:750.000. WILDNER, W. et al. Porto Alegre: CPRM, 2010.

DUTRA, D.S. O Mapeamento Geomorfológico da área de influência do Escudo Cristalino no município de Pelotas/RS. In: ANAIS DO XI SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMORFOLOGIA – SINAGEO. Universidade Estadual de Maringá: UEM. Maringá/PR, ago. de 2016.

EMBRAPA/UFPEL/INMET. Disponível em: http://wp.ufpel.edu.br/agrometeorologia/informacoes/clima-de-pelotas/. Acesso em: 30/07/2015.

FLORENZANO, T. G. Introdução à Geomorfologia. In.: FLORENZANO, T. G. (Org.). Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008. p. 12-34

GUERRA. A. J. T. Processos erosivos nas encostas. In: GUERRA, A.J.T; CUNHA. S. B (Orgs). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009.

HASENACK, H.; WEBER, E. (ORGS.) Base cartográfica vetorial contínua do Rio Grande do Sul – escala 1:50.000. Porto Alegre: UFRGS – IB – Centro de Ecologia. 2010. 1 DVD-ROM (Série Geoprocessamento, 3).

INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Imagens do satélite Landsat TM5 (222/82)

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico do Rio Grande do Sul. Disponível em http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=431440&search=rio-grande-do-sul|pelotas Consulta em: 28/04/2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS/ RS. Dados gerais do município de Pelotas/ RS. Disponível em <http://www.pelotas.rs.gov.br/cidade/dados-gerais.php> Consulta em: 04/02/2013.

RODRIGUES, C. Geomorfologia aplicada: Avaliação de experiências e de instrumentos de planejamento físico-territorial e ambiental brasileiros. Tese de Doutorado em Geografia Física. Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 1997, 280 p.

ROSA, M. Geografia de Pelotas. Pelotas: Editora da Universidade Federal de Pelotas, 1985.

ROSS, J. L. S. O Registro Cartográfico dos Fatos Geomorfológicos e a Questão da Taxonomia do Relevo. Revista do departamento de Geografia, n. 6, FFLCH/USP, São Paulo, 1992. P. 17-29.

RUTZ, E. C. Análise histórica das enxurradas no município de Pelotas e as conseqüências da enxurrada de 2009 na Bacia Hidrográfica do Arroio Quilombo, Pelotas/RS. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Instituto de Ciências Humanas, Universidade Federal de Pelotas, 2015. 124 f.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos